18 de ago de 2017

Quatro terroristas islâmicos com explosivos mortos nos arredores de Barcelona



DN, 17 de agosto de 2017 


A conta de Twitter da polícia catalã indica estar em curso operação policial em Cambrils, arredores de Barcelona, e pede às pessoas para evitarem sair à rua.

Os Mossos d'Esquadra escrevem no Twitter que operação policial está relacionado "com possível ação terrorista". A TVE refere a existência de quatro mortos, que seriam terroristas e teriam consigo explosivos.

17 de ago de 2017

Espanha – Atentado terrorista islâmico e suspeito marroquino detido



DN, 17 de agosto de 2017 



Atropelamento aconteceu nas Ramblas. Carrinha atropelou pessoas que se encontravam no passeio. Autoridades confirmam a morte de, pelo menos, 13 pessoas, além de um suspeito. Outro foi detido.

Um porta-voz da pasta do Interior do governo catalão confirmou a existência de 13 mortos e de mais de 50 feridos ao final da tarde. Este número já fora avançado horas antes, citando os media espanhóis fontes oficiosas, mas não existia até agora confirmação. Noutro plano, a polícia catalã confirmou a detenção de um indivíduo, Driss Oukabir Soprano, identificado como o indivíduo que alugou uma das carrinhas usadas no ataque. Oukabir Soprano será originário de Marselha e tem antecedentes criminais. Está a ser tratado pela polícia como potencial suspeito do ataque de hoje à tarde nas ramblas de Barcelona.

Senadora australiana usa burca no Senado e enfurece políticos e mídia pró-Islã




DN, 17 agosto de 2017 



Pauline Hanson e o seu partido querem banir uso da burqa em espaços públicos na Austrália. Procurador-geral condenou atitude

O Senado australiano discute hoje uma proposta da "extrema-direita" para proibir o uso da burqa. Na defesa da proibição, a líder do partido de "extrema-direita" One Nation, Pauline Hanson, decidiu entrar no senado com uma burqa vestida.

Uma encenação que lhe valeu a condenação por parte do procurador-geral, George Brandis. O que lhe valeu um aplauso de pé por parte dos partidos da oposição [pró-islã].

A CNN propaga um enganoso mapa de “grupos de ódio” que inclui grupos conservadores




Townhall, 17 de agosto de 2017 






A CNN aparentemente, perdeu múltiplos avisos sobre a lista enganosa de “grupos de ódio” da Southern Povery Law Center. Claro, alguns dos 917 grupos, listados pelas organizações de esquerda são odiosos, como a KKK e grupos nacionalistas brancos, mas uma boa parte deles são equivocados. 

Por exemplo, em nenhum lugar no planeta em sã consciência, grupos como a Aliança em Defesa da Liberdade e o Conselho de Pesquisa da Família deveriam entrar nesta lista. No entanto, ambos se enquadram na categoria “organização anti-LGBT” da SPLC. 

A CNN publicou um mapa nesta quinta de manhã alertando os americanos que essas organizações “odiosas” poderiam estar em uma cidade perto de você. 

16 de ago de 2017

Ditadura – Comissão da Verdade avalia quem se pode candidatar às eleições locais




DN, 16 de agosto de 2017



Ditador da constituinte quer ver a lista completa dos inscritos

A Assembleia Nacional Constituinte (ANC) da Venezuela decidirá, através da denominada Comissão da "Verdade", hoje instituída, quais os candidatos que se podem apresentar às eleições de outubro para governadores, nas quais a oposição deseja alcançar o poder regional.

A presidente da ANC, Delcy Rodríguez, pediu ao poder eleitoral uma lista completa dos inscritos "para determinar se algum destes esteve envolvido em algum ato de violência que afetou a paz e tranquilidade pública".

Mutilação Genital Feminina: Multiculturalismo Enlouquecido

Gatestone, 14 de agosto de 2017 





  • A petição sobre a "liberdade religiosa" revela involuntariamente as falsas alegações feitas por proeminentes muçulmanos - como o estudioso/apresentador de TV iraniano/americano Reza Aslan e a ativista palestina/americana Linda Sarsour, que insistem que a mutilação genital feminina (FGM em inglês) não é "uma prática islâmica".
  • De acordo com as estatísticas do Serviço Nacional de Saúde, pelo menos uma menina a cada hora está sujeita a este procedimento agonizante somente no Reino Unido - e já faz quase 30 anos que a prática lá é ilegal.
  • A FGM não é um crime menos estarrecedor do que o estupro ou a escravidão, no entanto as autoproclamadas feministas no Ocidente - incluindo muçulmanas como Linda Sarsour e ativistas não muçulmanas se engajam em uma cruzada contra a "islamofobia" - silenciam quando se trata de práticas bárbaras ou negam sua conexão com o Islã. Será que elas também apoiam a escravidão, outra prática respaldada pelo Islã?

Os advogados de defesa de dois médicos de Michigan, naturais da Índia e uma de suas esposas, que foram indiciados pelo júri em 22 de abril e acusados de mutilar os órgãos genitais de duas meninas de sete anos, pretendem apresentar o argumento de liberdade religiosa na representação de seus clientes muçulmanos.

Os médicos de Groningen U. [Holanda] matam bebês no pós-parto... e é perfeitamente legal!




LifeSiteNews, 29 de fevereiro de 2016



Por Wesley J. Smith



29 de fevereiro de 2016 (NationalReview) – Os médicos do Centro Médico da Universidade de Groningen cometem o infanticídio. 

Se um bebê nascer com deficiências graves – e os doutores da morte concluírem que ele terá uma “vida insuportável”  – então, o seu destino final será uma injeção letal. 

Os médicos até mesmo criaram uma lista de verificação burocrática de como escolher quais bebês matar, conhecida como Protocolo de Groningen

A rede de TV CBS adora a Islândia por causa da “eliminação” da Síndrome de Down feita através do aborto de bebês que têm a doença




LifeNews, 15 de agosto de 2017 


Por Katie Yoder 



Nascituros com síndrome de Down na Islândia estão sendo sistematicamente abortados em números surpreendentes – mas não é assim que a CBS informa sobre as notícias. 

Na segunda-feira à noite, a CBS News apurou e informou sobre o “desaparecimento” da síndrome de Down na Islândia por meio da correspondente Elaine Quijano. Embora o relatório de Quijano tenha sido justo, a CBS anunciou a história de forma enganosa ao anunciar que a Islândia estava “eliminando” a síndrome de Down – não “eliminando” nascituros com síndrome de Down. 

Em sua abertura da matéria, Quijano informou que “durante a última década ou mais, 100% das mulheres grávidas cujos testes pré-natais constatam positivamente a síndrome de Down, decidiram acabar com a sua gravidez”. Embora o teste para síndrome de Down não seja obrigatório, o governo da Islândia exige que as mulheres grávidas saibam que está disponível. 

15 de ago de 2017

Irão ameaça deixar acordo nuclear





Euronews, 15 de agosto de 2017 



Por Ricardo Figueira 


O presidente iraniano Hassan Rouhani ameaça deixar o acordo sobre a energia nuclear se os Estados Unidos impuserem novas sanções ao país. Rouhani diz que pode rasgar o acordo num piscar de olhos, se os Estados Unidos regressarem à política de confrontação: “Se a administração americana quiser repetir as experiências anteriores, o Irão vai certamente e num período muito curto, que não serão semanas ou meses, mas dias ou horas, voltar a uma posição muito mais avançada do que quando as conversações começaram”, disse Rouhani no parlamento.

Diretor da CIA vê presença de cubanos na Venezuela como sendo uma ameaça para os Estados Unidos




Martin Notícias, 15 de agosto de 2017 



“Os cubanos estão lá, os russos estão lá, os iranianos e o Hezbollah estão lá” disse o diretor da Agência Central de Inteligência, CIA, dos Estados Unidos, Mike Pompeo. O diretor da CIA, Mike Pompeo, referiu-se à presença de cubanos na Venezuela no domingo.

Durante uma entrevista no programa Fox News Sunday, apresentado por Chris Wallace, Pompeou explicou por que os Estados Unidos estão preocupados com o que acontece na Venezuela depois que o presidente Donald Trump, advertiu que não descarta a opção militar no país socialista Sul-Americano. 

11 de ago de 2017

Trump não descarta "opção militar" na Venezuela




DN, 11 agosto de 2017 



O presidente norte-americano diz que estão a ser pensadas "muitas opções" para a Venezuela.

O presidente dos EUA, Donald Trump, não afasta a hipótese de recorrer a uma "opção militar" na Venezuela, lembrando que o país é "um vizinho" e que os venezuelanos estão "a sofrer e a morrer".

"Não vou afastar uma opção militar, temos muitas opções para a Venezuela. É um vizinho. Estamos em todo o mundo e temos tropas por todo o mundo, em locais que ficam muito longe. A Venezuela não está muito longe e o povo está a sofrer, estão a morrer. Estamos a estudar muitas opções para a Venezuela, incluindo uma possível opção militar, se for necessário", afirmou Trump. "É algo que podemos explorar."

Os australianos irão votar sobre a questão do “casamento” homossexual




Instituto Cristão, 11 de agosto de 2017 



Um votação por correspondência está para ser realizada em toda a Austrália para saber se os cidadãos apoiam a redefinição do casamento, em uma votação descrita como um “referendo sobre a liberdade de expressão”. 

Atualmente, a Austrália define o casamento como sendo entre um homem e uma mulher, mas ativistas têm discutido uma redefinição. 

Os políticos já aceitaram a votação por correspondência sobre o assunto, com os resultados para serem revelados ainda no final deste ano. 

Cuba – dissidentes cubanos reconhecem a espionagem do regime contra diplomatas americanos




CPM, 10 de agosto de 2017 






Dissidentes cubanos reconhecem que o regime dos Castro realiza métodos de espionagem e perseguição contra pessoas e diplomatas americanos na ilha, uma vez que eles próprios são vítimas destas práticas. 

O opositor Antonio Rodiles, representante do Fórum de Direitos e Liberdades (ForoDyL), disse que teve a oportunidade de falar com um dos funcionários que alegou ter sofrido assédio. 

O ataque a diplomatas não é novidade. Eu falei com um deles e disse-me sobre o assédio, e até mesmo sobre pneus do seu carro que foram furados, e outras ações, por isso eu não estranhei em nada o que aconteceu”, disse o opositor se referindo ao ataque com armas sônicas na ilha contra funcionários da embaixada dos Estados Unidos. 

10 de ago de 2017

Supremo comunista venezuelano ordena prisão a político anti-Maduro




SIC, 10 de agosto de 2017 



O Supremo Tribunal da Venezuela, controlado pelos apoiantes de Nicolás Maduro, ordenou a prisão do presidente da Câmara de El Hatillo, David Smolansky, em virtude dos protestos contra o Governo realizados naquele distrito.

É o quinto autarca detido na Venezuela, um país que enfrenta novas sanções por parte do Governo norte-americano. A administração Trump congelou as contas de oito figuras de topo da Venezuela, entre as quais o irmão mais velho do polêmico [ditador] presidente, elevando para 30 o número de personalidades venezuelanas impedidas de entrar nos Estados Unidos e de manter qualquer tipo de negócios com Washington.

Espanha – imigrantes ilegais africanos invadem praia espanhola




Euronews, 10 de agosto de 2017 



Em pleno mês de agosto, os banhistas de uma praia espanhola foram surpreendidos pelo desembarque de dezenas de imigrantes. O grupo tinha acabado de cruzar o Estreito de Gibraltar num barco de borracha. Os imigrantes chegaram à praia e dispersaram-se rapidamente pelo areal. As imagens foram gravadas por um veraneante.

O episódio ocorreu esta quarta-feira à tarde, na praia dos alemães, em Zahara de los Atunes, na Andaluzia. Nas últimas semanas, as autoridades registam um aumento do número de embarcações que chegam à costa espanhola.

Lésbica por trás do desenho animado da Disney está empurrando a agenda política LGBT para crianças em idade escolar

Doutora Brinquedos


LifeSiteNews, 09 de agosto de 2017 






Uma das criadoras de um desenho animado da Disney que promoveu o “casamento entre pessoas do mesmo sexo para crianças em idade escolar, admitiu que eles especificamente visam promover ideias políticas na série. 

Isso corrobora com as afirmações sobre a série Doc McStuffins [Doutora Brinquedos no Brasil] criada por Chris Nee, feitas em uma entrevista de 2012 com o AfterEllen.com. Ela disse que parte do que está fazendo com a série é ter certeza de que os personagens estão  se “aceitando”. 

A série gira em torno de uma menina de seis anos chamada Dottie "Doc" McStuffins que, um dia, decide que quer se tornar uma médica como a mãe. Ela finge ser uma médica, consertando brinquedos e bonecas.

Polícia investiga a casa do terrorista islâmico acusado de atropelar soldados franceses



Euronews, 09 de agosto de 2017 



A polícia francesa fez buscas a uma casa localizada na cidade de Bezons, a noroeste de Paris, que, de acordo com meios de comunicação social gauleses, pertence ao suspeito do ataque desta quarta-feira em Levallois-Perret.

O jornal “Le Parisien” refere que Hamou B., nascido em 1980, é o suposto autor do atropelamento de seis elementos de uma patrulha antiterrorista. A France Info diz tratar-se de um argelino em situação irregular e que seria conhecido da polícia por pequenos delitos.

Colômbia – Senado aprovou um projeto de lei permitindo que ex-guerrilheiros das FARC trabalhem como escoltas armadas

Assassinos garantindo a segurança das famílias das vítimas que mataram



NTN24, 09 de de agosto de 2017 



Com 52 votos a favor e um contra, o Senado colombiano aprovou no último debate [na casa] um projeto de lei permitindo que ex-guerrilheiros das FARC possam obter empregos como guarda-costas nos esquemas de segurança da Unidade de Proteção Nacional do país.

Para esta iniciativa poder ser realizada, a UNP irá aumentar o número de pessoas contratadas para 1.200 trabalhadores em potencial que terão de cumprir, testes físicos psicológicos, e de confiabilidade e habilidades necessárias para serem acompanhantes. 

9 de ago de 2017

Holanda e Bélgica estão aplicando eutanásia em doentes mentais e recolhendo os seus órgãos



LifeNews, 09 de agosto de 2017 



Por Wesley Smith



Na minha primeira coluna anti-eutanásia, publicada pela Newsweek em 1993, eu me preocupei que o assassinato medicalizado fosse aceito, e que em seguida seria acompanhado por “colheita de órgãos como uma ameixa para a sociedade saudável”. [Ênfase minha]

Alarmista!” Foi assim que eu fui chamado. “leviano traiçoeiro!” eu comecei a pensar que aquilo nunca fosse acontecer, e que estava certo.

Até agora. 

Agora, tanto na Holanda quanto na Bélgica, os doentes mentais e deficientes são voluntariamente eutanasiados e os seus órgãos colhidos depois de serem mortos. O Canadá está especulando se juntar à dupla infame. 

8 de ago de 2017

Maradona envia mensagem de apoio a Maduro e oferece-se como soldado – O recruta aspirador de pó




DN, 08 de agosto de 2017 



O ex-jogador de futebol argentino, que apoiou a candidatura presidencial de Nicolás Maduro em 2013, escreveu na sua página de Facebook mensagens de apoio ao Governo da Venezuela

O antigo jogador de futebol argentino Diego Maradona enviou esta terça-feira uma mensagem de apoio ao Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e ofereceu-se como "soldado" da revolução bolivariana para combater o imperialismo.

"Nós somos 'chavistas' (Maduro é o herdeiro político do antigo Presidente Hugo Chávez, que morreu em 2013) até a morte. E quando Maduro ordenar, estarei vestido de soldado para libertar a Venezuela, para lutar contra o imperialismo e contra aqueles que querem apoderar-se das nossas bandeiras, que é o mais sagrado que temos", afirmou Maradona no Facebook.

Canadá – Trudeau perdeu o controle da crise das fronteiras




Toronto Sun, 07 de agosto de 2017 






Esta crise de imigração ilegal ao longo da fronteira entre o Canadá e os Estados Unidos atingiu um novo patamar. 

De acordo com o presidente da União das Alfândegas e Imigração, Jean-Pierre Fortin, que representa os guardas de fronteira do Canadá, cerca de 500 pessoas estão atravessando ilegamente Quebec todos os dias. 

Mais de dez mil imigrantes atravessaram a fronteira este ano, escolhendo deliberadamente cruzar vias não oficiais para evitar o Acordo Canadá-Estados Unidos e Países Terceiros. 

Women on Waves – grupo abortista feminista oferecendo aborto para além do mar

Prólogo. 

Para quem quer saber no que consiste os feitos do movimento Feminista [e não o movimento em si], esse artigo poderá ser em parte de algum auxílio. Esse artigo me chamou atenção essa semana e, infelizmente, ele não faz parte do banco de dados desse blog, pois na época de sua divulgação [por outros meios de comunicação] eu não estava atento e, portanto, ele passou despercebido. Porém, eu tenho o costume de pegar artigos de um ou dois meses atrás só quando o artigo é realmente primoroso e vale a pena colocar aqui. Nesse caso, este artigo é de fevereiro deste ano, mesmo assim, eu decidi passar por cima das regras e colocá-lo aqui, pois ele pode dar um panorama das atividades feministas que não ficam apenas no discurso local, mas partem para a ação global, tal como a Planned Parenthood, que financia o aborto a nível global, assim como outros grupos e fundações milionárias de homens que detém o poder [$], mas o usam para o mal. Bill Gates e George Soros, só para citar. 

4 de ago de 2017

EUA notificam ONU sobre abandono do Acordo de Paris




DN, 04 de agosto de 2017 



Donald Trump anunciou oficialmente em junho que Washington iria abandonar tratado sobre as alterações climáticas.

A Administração Trump notificou esta sexta-feira as Nações Unidas, por escrito, que têm a intenção de abandonar o Acordo de Paris sobre as alterações climáticas.

Contudo, informou a BBC, a nota escrita enviada à organização liderada por António Guterres indica que Washington vai continuar a negociar esse dossier.

Suécia – Novos resultados dos testes de avaliação de idade para requerentes de asilo na Suécia são divulgados

A diretora da Agência de Medicina Forense Monica Rodrigo explicando o método de avaliação



The Local SC, 03 de agosto de 2017 



Os últimos resultados dos testes sobre os requerentes de asilo na Suécia submetidos a um novo método de avaliação médica para determinar sua idade mostram que mais de 80% dos testados foram tidos como tendo mais de 18 anos, mas nem todos acreditam em sua precisão. 

A Agência Nacional de Medicina Forense (Rattsmedicinalverket) da Suécia iniciou os testes no ano passado. Eles são projetados para tornar a avaliação de idade durante o processo de asilo mais preciso, depois que a Agência Sueca de Imigração (Migrationsverket) foi criticada por falhas na avaliação da idade correta de alguns refugiados que afirmaram ser menores de idade. 

Até essa data, o Migrationsverket enviou 6.880 casos a serem testados, e Agência de Medicina Forense divulgou os resultados de um total de 2.481 testes do período entre meados de março e 31 de julho de 2017. 

3 de ago de 2017

Alemanha: Disseminação de Doenças Infecciosas à Medida que Migrantes se Instalam

Gatestone, 03 de agosto de 2017 






  • Um novo estudo que acaba de ser divulgado pelo Instituto Robert Koch (IRK), principal instituição do governo federal para o monitoramento e prevenção de doenças, confirma que houve um aumento generalizado de doenças desde 2015, quando a Alemanha acolheu um número jamais visto de migrantes.
  • Médicos afirmam que o número de casos de tuberculose é muito maior do que indicam os números oficiais e acusam o IRK de minimizar a ameaça com o intuito de evitar botar mais lenha na fogueira nos sentimentos anti-imigração.
  • "Foram enviados de 700 mil a 800 mil pedidos de asilo e 300 mil refugiados desapareceram. Eles foram checados? Eles são de países de alto risco?" — Carsten Boos, cirurgião ortopedista, entrevistado pela revista Focus.

A um candidato a asilo do Iêmen, que teve o visto negado, foi cedido abrigo em uma igreja no norte da Alemanha para evitar que ele fosse deportado, ao que tudo indica, por ter infectado mais de 50 crianças alemãs com uma cepa altamente contagiosa de tuberculose.

O homem, a quem foi dado abrigo em uma igreja em Bünsdorf, entre janeiro e maio de 2017, tinha frequente contato com as crianças, algumas com menos de três anos de idade, que frequentavam uma creche nas dependências do abrigo. Ele deu entrada em um hospital em Rendsburg em junho e posteriormente diagnosticado com tuberculose - uma doença que só recentemente chamou a atenção dos alemães.

Presidente do Conselho Europeu ouvido sobre Smolensk

Vladimir Putin e Donald Tusk


Euronews, 03 de agosto de 2017 



O Presidente do Conselho Europeu e ex-primeiro ministro da Polónia, Donald Tusk, compareceu esta quinta-feira na Procuradoria-Geral polaca enquanto testemunha.

Apoiantes de Tusk assistiram à sua chegada para dar prossecução ao inquérito reaberto sobre o acidente do avião presidencial em que morreram os 96 ocupantes do aparelho, entre os quais se incluía o presidente do país, Lech Kaczinsky, irmão gémeo de Jaroslaw Kaczinsky e líder do partido conservador nacionalista no poder na Polónia.

EUA defendem futuro dos Balcãs na direção oposta à Rússia



Euronews, 02 de agosto de 2017 



O vice-presidente dos Estados Unidos da América afirmou que o futuro dos Balcãs ocidentais está no lado oposto à Rússia, ou seja, no ocidente.

A posição norte-americana foi revelada por Mike Pence antes da cimeira do Adriático, em Podgorica, capital do mais recente membro da NATO, Montenegro, e derradeira escala da digressão oficial do vice-presidente de Donald Trump pelo leste da Europa.

Acreditamos que o futuro dos Balcãs Ocidentais está no ocidente e esperamos poder reafirmar o compromisso dos Estados Unidos na construção dos laços que vão reforçar as alianças entre a comunidade europeia, os Balcãs ocidentais e os Estados Unidos da América”, afirmou Pence, enaltecendo ainda Montenegro pela resistência à pressão russa durante o processo de adesão à NATO.

China usa guerra política para influenciar Estados Unidos

O perigo ilustrado



Epoch Times, 03 de agosto de 2017 






Os sistemas de guerra política do PCC ainda estão sob a influência da facção liderada pelo ex-líder Jiang Zemin

Termos comumente usados durante a Guerra Fria emergiram novamente em meio a alegações de que a Rússia tentou interferir com as eleições de 2016 nos Estados Unidos. Tais palavras e frases, praticamente esquecidas recentemente, incluem ‘medidas ativas’, ‘agentes de influência’ e ‘desinformação’, e estão ligadas a campanhas destinadas a alterar a percepção pública e influenciar a tomada de decisões políticas.

Embora tenha sido uma luta provar que a suposta campanha da Rússia para influenciar as eleições presidenciais dos EUA tenha surtido algum efeito, essas estratégias de influência estão, de fato, sendo usadas em grande parte contra os Estados Unidos — somente agora, a maioria das alegações apontam não para a Rússia, mas para o Partido Comunista Chinês (PCC).

China apoia Assembleia Constituinte e critica ingerência estrangeira

Quem realmente governa a Venezuela


DN, 03 de agosto de 2017 



A China afirmou hoje que a votação para a Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, celebrada no domingo passado, decorreu de forma "estável, no geral", e apelou a outros países para que não intervenham neste processo.

"A China segue sempre o princípio de não intervenção nos assuntos internos de outros países e defendemos que haja igualdade e respeito entre as nações", afirma em comunicado o ministério chinês dos Negócios Estrangeiros.

"A eleição Constituinte na Venezuela decorreu, no geral, de forma estável, e anotamos as reações de cada parte", aponta a mesma nota, que não menciona os episódios de violência decorridos durante os comícios e as acusações de manipulação dos resultados.

Canadá – Google e YouTube ameaçam a liberdade de expressão: transformando a liberdade de expressão em discurso de ódio impondo a censura

Professor Jordan Peterson discursando na Universidade de Toronto 04/02/2017



Toronto Sun, 02 de agosto de 2017 






“Não entendo o que essas empresas fundamentalmente capitalistas estão fazendo se aliando com a esquerda radical”. 

"O processo de triagem do Google e do YouTube para conteúdo ofensivo parece contaminado por teóricos da justiça social politicamente corretos, ameaçando a voz da metade da população [?] que discorda de seu ponto de vista", diz o professor Jordan Peterson, da Universidade de Toronto. 

O defensor do discurso livre disse que provavelmente não é uma coincidência que a sua conta do Gmail tenha sido excluída no mesmo dia em que o YouTube publicou as suas novas “diretrizes sobre discurso de ódio” e diretrizes antiterrorismo online. 

Mulher 'dinamarquesa' de 19 anos enfrenta acusação de terrorismo por se juntar ao Estado Islâmico

Glostrup City Court



The Local dk, 02 de agosto de 2017. 



Uma mulher de 19 anos de idade, foi acusada à revelia na quarta-feira de ter se juntado ao grupo terrorista Estado Islâmico e de ter recrutado um parente do sexo feminino para fazer o mesmo. 

As acusações foram reveladas em Glostrup City Court, mas a própria mulher está atualmente na Síria de acordo com os promotores. Acredita-se que ela tenha deixado a Dinamarca em Junho de 2016 e viajou para Raqqa, Síria, através da Turquia. 

O advogado da mulher apareceu na audiência dessa quarta-feira para declarar inocência em seu nome. O julgamento foi feito a portas fechadas, o que significa que qualquer informação, aparência ou identidade da mulher foi mantido longe dos olhos do público. 

2 de ago de 2017

A trabalhadora cristã do hospital público punida por compartilhar sua fé perde novamente recurso no tribunal

Victoria Wasteney



CP, 29 de julho de 2017 


Por Samuel Smith



Uma terapeuta cristã na Inglaterra, que foi suspensa depois de ser acusada de evangelizar uma colega de trabalho muçulmana, sofreu mais uma derrota no tribunal. 

A Victoria Wasteney, ex-chefe de Terapia Ocupacional Forense em um hospital em Londres, foi emitida uma suspensão de nove meses pelo Serviço Nacional de Saúde de East London em 2014, após uma queixa de oito páginas ser apresentada contra ela por uma colega muçulmana chamada Enya Nawaz. 

Desconsiderando o perigo: A Suécia irá deportar uma cristã de volta para o Irã

Aideen Strandsson



CBN, 26 de Julho de 2017 






Estocolmo – A Suécia está prestes a deportar a atriz iraniana Aideen Strandsson de volta ao Irã, onde ela certamente vai encarar tortura, estupro e até mesmo a morte em uma prisão iraniana. 

É uma clara violação do direito internacional. Mas enquanto isso as autoridades suecas disserem a Aideen, que tornar-se uma cristã foi sua decisão, e que agora é problema seu e não deles. 

Isto de uma nação que pensa em si mesma como sendo a “superpotência humanitária” que acolheu refugiados de braços abertos, até que o governo sentiu a pressão política e decidiu que alguns teriam de ir, mesmo que isso significasse sua morte.