31 de jul de 2017

É um ataque maciço à liberdade de expressão': líderes australianos reagindo à proposta de 'banir Jesus' das escolas




CBN, 29 de julho de 2017 






Autoridades governamentais do estado australiano de Queensland introduziram uma política que irá proibir cartões de Natal, e referências a Jesus, e qualquer coisa que seja classificada como “evangelização” de escolas públicas, o Daily Mail Austrália relatou. 

Um recente relatório do Departamento de Educação diz respeito à preocupação de que a liberdade de religião desenfreada levou as crianças não religiosas a serem “forçadas” a aderir as crenças cristãs de seus pares. 

De acordo com esses funcionários, as escolas devem “tomar as medidas adequadas” se acharem que os estudantes que recebem “instrução religiosa” estão evangelizando aqueles que não fazem parte de nenhuma religião. “Evangelização” abrange uma série de palavras e ações, incluindo a distribuição de cartões de Natal com fotos ou palavras que fazem referência ao nascimento e vida de Jesus, fazer enfeites com temas religiosos, e distribuir pulseiras para compartilhar 'as boas novas sobre Jesus'. 

Venezuela: opositores denunciam 15 mortes durante votação da Constituinte

Processo foi marcado por violência e baixa adesão popular


Epoch Times, 31 de julho de 2017 






Processo foi marcado por violência e baixa adesão popular

A Mesa de Unidade Democrática (MUD), que concentra partidos opositores na Venezuela, denunciou a morte de 15 pessoas durante repressão aos protestos deste domingo (30). A informação é da deputada opositora Delsa Solórzano. Ela disse ainda que uma das vítimas é um menino de 13 anos. Dez das mortes ocorreram no interior do país, em Mérida e Táchira.

Até o momento, o Ministério Público afirmou que houve sete mortos no decorrer dos protestos contrários à votação para a Assembleia Nacional Constituinte, convocada pelo presidente Nicolás Maduro.

29 de jul de 2017

Constituinte: Maduro obriga beneficiários de programas sociais a votarem

O líder venezuelano Nicolas Maduro discursa em Caracas, Venezuela, em maio de 2017



Epoch Times, 29 de julho de 2017 




Oposição vê intimidação eleitoral. Alta abstenção diminuiria legitimidade do pleito, dizem analistas

O governo da Venezuela vai conferir a participação de cada beneficiário de seus programas sociais na eleição da Assembleia Constituinte, marcada para este domingo (30). O controle será feito através da apresentação do ‘Carnê da Pátria’ nas seções eleitorais.

“Carnê da Pátria na mão, todo mundo com seu Carnê da Pátria e sua identidade. Na porta das seções eleitorais vamos checar todos os carnês, para saber se todos votaram”, ameaçou o presidente Nicolás Maduro num comício pela Constituinte.

O Mujahid de Hamburgo: Um “refugiado” palestino – e um “extremista” conhecido da polícia que não podia ser deportado.




Gates of Vienna, 28 de julho de 2017 






Como relatado hoje mais cedo, um jovem enriquecedor cultural foi preso em uma agitação jihadista em Hamburgo hoje com uma grande faca – possivelmente uma faca kebab – depois de ter matado uma pessoa e ferido cinco outras. 

Egri NOK compilou um relatório sobre os acontecimentos do dia em Hamburgo, e a resposta oficial. 

Hamburgo e a jihad de um refugiado palestino. 


Por Egri NOK


O agressor que hoje matou um homem em um supermercado em Hamburgo e feriu seis outras pessoas, um deles ficando gravemente ferido, era um “refugiado” palestino chamado Ahmed Al H., de acordo com o jornal alemão Tegesspiegel. Ele nasceu em 1991 na Arábia Saudita [ou os Emirados Árabes Unidos] e veio para a Alemanha como um refugiado. E embora estivesse previsto que ele seria deportado, ele não poderia ser, devido à uma falta de documentação. 

28 de jul de 2017

Último Minuto: Faleceu o bebê Charlie Gard – Sangue nas mãos do governo britânico e da comunidade europeia




Acidigital, 28 de julho de 2017 



LONDRES, 28 Jul. 17 / 03:30 pm (ACI).- Charlei Gard faleceu neste sexta-feira, 28 de julho, após seus pais decidirem há poucos dias atrás finalizar sua longa batalha judicial travada a fim de possibilitar um tratamento experimental ao filho.

Nosso lindo menino se foi. Nós estamos muito orgulhosos de você, Charlie”, expressou a mãe de Charlie, Connie Yates.

Charlie Gard, que completaria um ano no próximo dia 4 de agosto, foi internado em setembro de 2016 no hospital Great Ormond Street de Londres (Reino Unido). No centro médico, foi diagnosticado com síndrome de esgotamento mitocondrial, uma doença genética rara que causa a fraqueza muscular progressiva e pode provocar a morte no primeiro ano de vida.

Moscovo reage a sanções dos EUA




Euronews, 28 de julho de 2017 



Por Nara Madeira 



A Rússia diz que as ações dos EUA contra si violam o Direito Internacional. A Câmara dos Representantes dos EUA aprovou na quarta-feira, quase por unanimidade, mais sanções económicas contra o país. Em conferência de imprensa, na Finlândia, onde está em visita oficial, e ao lado do chefe de Estado do país, Vladimir Putin deixou clara a sua posição:

Temos vindo a ser provocados este tempo todo. As sanções são totalmente contrárias ao Direito Internacional. Ainda mantemos a calma e a paciência. Mas a qualquer momento teremos de responder. É impossível manter a paciência, indefinidamente”, afirmou Putin.

Maduro ameaça prender juízes opositores “um por um”




Epoch Times, 27-28 de julho de 2017 






Líder venezuelano diz que vai prender os 33 juízes membros do tribunal paralelo anti-assembleia constituinte

O líder venezuelano Nicolás Maduro deu início no último fim de semana (22 e 23/07) a um novo ataque contra os 33 magistrados selecionados pela oposição que formaram, na sexta-feira, um Supremo Tribunal paralelo para enfrentar o regime. O Supremo Tribunal paralelo foi nomeado pela coalizão de oposição chamada Mesa de Unidade Democrática (MUD), hoje no controle do parlamento.

Em seu programa semanal televisivo no final de semana, Maduro fez a promessa de prender e punir cada um dos magistrados. “Esses que foram nomeados [pelos juízes do tribunal paralelo], usurpadores que andam por aí. Todos serão presos, um por um, um após o outro. Todos serão presos e todos terão os bens congelados, as contas, tudo, e ninguém irá defendê-los”, declarou o líder que se diz preparado para manter diálogos com os opositores e “chegar a um acordo de paz, de convivência nacional e a um ciclo de diálogo e conversas em função dos interesses da Venezuela, única e exclusivamente”.

27 de jul de 2017

Alemanha – “As mulheres estão sendo atacadas todos os dias”: a violência no festival em uma pequena cidade reacende o debate sobre a imigração




The Local De, 20 de julho de 2017 



Relatos de agressões sexuais e ataques contra a polícia durante um festival em uma cidade pequena mais uma vez acendeu um debate na Alemanha sobre a integração, ao mesmo tempo, levando a polícia a corrigir do que eles dizem ser “más interpretações” do que aconteceu. 

A notícia de que cerca de 1.000 jovens se reuniram na noite de sábado durante um festival em Schorndorft, Baden-Wurttemberg, onde começaram a atirar garrafas em policiais chamou a atenção nacional na Alemanha, especialmente porque a polícia disse que muitos eram “imigrantes”. 

Isso, combinado com o fato de que os casos de agressões sexuais ou assédio foram relatados por mulheres na sexta-feira e sábado, com homens iraquianos e afegãos sendo investigados, acrescentou ainda mais combustível a fogueira. 

Áustria – prisão perpétua para um homem palestino suspeito de conspiração terrorista e de pertencer ao Hamas




The Local At, 25 de julho de 2017 



Um homem palestino suspeito de pertencer ao grupo terrorista islâmico Hamas recebeu uma sentença de prisão perpétua na Áustria por planejar um ataque terrorista contra judeus em Israel. 

Aos 27 anos de idade ele foi preso em um centro para requerentes de asilo na Baixa Áustria em julho passado, e foi considerado culpado na segunda-feira de pertencer a uma organização terrorista e de incitar o assassinato. 

Os promotores acusaram-no de entrar em contato com dois homens nos territórios palestinos através de aplicativos de mídia social e ordenar-lhes para levar a cabo o assassinato de judeus em Jerusalém. 

25 de jul de 2017

PCC firma acordo comercial com organização terrorista Hezbollah

Grupo terrorista Hezbollah




Epoch Times, 25 de julho de 2017 






Organização criminosa brasileira firma “parceria comercial” com grupo paramilitar libanês sediado em Beirute

A Fundação de Defesa da Democracia (FDD), organização não governamental norte-americana que trabalha no combate a grupos terroristas, lançou um relatório que foi publicado pelo Correio Braziliense no domingo (23). O documento revela que o Primeiro Comando da Capital (PCC), maior grupo que opera no crime organizado brasileiro, estendeu suas fronteiras comerciais com o Hezbollah, uma organização paramilitar do Líbano. Conforme consta no documento, tal associação foi firmada com o objetivo de aumentar o poder financeiro do PCC, que compra drogas de países da América do Sul, como Paraguai e Colômbia, e as revende ao grupo atuante no Líbano.

O Hezbollah está sediado em Beirute, no Líbano, a mais de 10.000km de distância. Relatórios inéditos e entrevistas com membros de forças de segurança nacionais e estrangeiras confirmaram a ligação entre as duas facções além da mera hipótese, revelando o tráfico de drogas e armas, o contrabando de artigos eletrônicos, cigarros, roupas e combustível, e a sonegação de impostos.

19 de jul de 2017

Separatistas pró-Rússia de Donetsk querem novo Estado que substitua Ucrânia

Separatistas pró-Rússia de Donetsk querem novo Estado que substitua Ucrânia



Epoch Times, 19 de julho de 2017 






Moscou ainda não se manifestou sobre o inesperado anúncio

O representante da autoproclamada República Popular de Donetsk, Alexander Zakharchenko, comunicou nesta terça-feira (18) que está sendo formado um novo Estado para substituir a atual Ucrânia, o qual englobaria as regiões dominadas por separatistas no leste e as demais partes do país.

Conforme divulgado pela Agência de Notícias de Donetsk e por inúmeros meios de comunicação russos, Zakharchenko informou na cidade de Donetsk, local onde se concentram os separatistas pró-Rússia, que o novo Estado será chamado de Malorossiya (Pequena Rússia) e haverá uma fase de transição de três anos para sua criação. A palavra “Malorossiya” lembra “Novorossia” (Nova Rússia), termo que foi utilizado pelo Kremlin nos meses iniciais da guerra no leste da Ucrânia para se referir às regiões de idioma russo do leste e sul do país. Na fase czarista, essa expressão foi usada para designar territórios referentes à Ucrânia de hoje. Este novo país será criado após a realização de um referendo coordenado em toda a Ucrânia.

Ativista chinês Huang Qi poderá morrer na prisão





SIC, 19 de julho de 2017 



A mãe do ativista chinês Huang Qi, fundador do portal "64 Tianwang", disse que o filho está gravemente doente e poderá morrer na prisão, informou hoje a organização não-governamental Human Rights China.

Huang Qi, que dirige a plataforma distinguida no ano passado pela organização Repórteres Sem Fronteiras com o prémio de liberdade de imprensa, foi detido em várias ocasiões por denunciar abusos do poder político.

Desta vez, o ativista está detido desde finais de 2016, acusado de "revelar segredos de Estado ao estrangeiro", por ter partilhado um documento do Governo Municipal de Mianyang, na província de Sichuan, no referido portal.

El País diz que Portugal é o único país da UE que supostamente rejeita sanções à Venezuela. Governo desmente





Observador, 19 de julho de 2017 






Portugal será o único país da UE que rejeita aplicar sanções à Venezuela caso Nicolás Maduro convoque uma assembleia constituinte, afirma o El País. O Governo português desmente a informação.

O jornal espanhol El País avança que Portugal será o único país da União Europeia que descarta a hipótese de aplicar sanções à Venezuela caso o presidente Nicolás Maduro avance com a convocação de uma assembleia constituinte. A informação terá sido revelada por fontes diplomáticas ligadas à representação da União Europeia em Caracas, que referem um relatório da delegação onde se aponta que 27 dos 28 Estados-membros da UE têm essa hipótese em cima da mesa — apenas Portugal não admitirá aplicar sanções ao país. Já esta manhã, o Governo português desmentiu a informação.

Hannover: julgamento do enriquecedor cultural marroquino que estuprou uma mulher grávida de 7 meses




Gates of Vienna, 18 de julho de 2017 






Um imigrante marroquino foi a julgamento, na cidade alemã de Hannover por supostas violações múltiplas de uma mulher que estava grávida de sete meses quando os estupros ocorreram. Eu notei  o interesse com que o advogado do marroquino parece estar apresentando uma defesa com base no fato de que o seu cliente estava muito bêbado para saber o que estava fazendo – e não o usual “foi por causa das diferenças culturais”, tática usada pelos muçulmanos imigrantes que são processados por ataques sexuais violentos.  

Então, quanto tempo você acha que esse cara vai passar atrás das grades, se ele for condenado? Dado ao fato que estamos lidando com a moderna e multiculturalista Alemanha, o meu palpite é de seis meses a um ano. 

18 de jul de 2017

Alemanha: Polícia Chechena da Sharia Aterroriza Berlim

Gatestone, 18 de julho de 2017 




  • Ameaças de violência contra as mulheres "errantes" são vistas como "atos de patriotismo".
  • "Eles vieram para a Alemanha porque queriam viver na Alemanha, mas continuam se empenhando em transformar o país em uma nova Chechênia com seus costumes medievais." — Assistente social entrevistado pela organização de mídia independente em idioma russo Meduza.
  • "A atenção de todos está voltada para os sírios, mas os chechenos compõem o grupo mais perigoso. Não estamos dando a devida atenção a isso." — Polícia de Frankfurt (Oder).

Cerca de cem islamistas já estão empregando abertamente a Lei Islâmica (Sharia) nas ruas de Berlim, de acordo com a polícia local que está investigando uma nova série de ataques violentos na capital alemã.

A autoproclamada polícia da moralidade é composta de salafistas da Chechênia, região muçulmana predominantemente sunita na Rússia. Os justiceiros ameaçam usar de violência para intimidar migrantes chechenos a não se integrarem à sociedade alemã. Eles também estão promovendo a criação de um sistema jurídico islâmico paralelo na Alemanha. As autoridades alemãs, ao que tudo indica, são incapazes de detê-los.

Canadá e Suécia e a sua "Cruzada" equivocada em favor do aborto





National Review, 17 de julho de 2017






Eles pretendem contrariar a política da Cidade do México de Trump e afirmam estarem lutando contra a pobreza no processo. 

Os governos do Canadá e Suécia estão lutando pelo direito de matar os nascituros no mundo em desenvolvimento. O Canadá disponibilizou quase US $ 250 milhões para esta causa, e que é menos da metade do dinheiro do governo Liberal Justin Trudeau prometeu. Da mesma forma, o chefe da Agência de Cooperação para o Desenvolvimento Internacional da Suécia disse que a agência não iria poiar organizações que se recusam a dar conselhos ou a realizar abortos. 

Parece que a reintegração da política da Cidade do México de Trump – que proíbe a ajuda externa a organizações que promovem o aborto – desencadeou uma disputa entre os países que gostariam de ser os salvadores do aborto no mundo todo. O tratamento especial dado aos provedores do aborto internacional veio mesmo à custa do financiamento de programas de alívio a pobreza e a fome. Enquanto Trudeau prometeu US $ 650 milhões para apoiar organizações de promoção do aborto, o seu governo doou menos de US $ 120 milhões para lutar contra a escassez de alimentos no Sul do Sudão, Iêmen, Nigéria e Somália. O presidente da Conferência dos Bispos Católicos do Canadá, o Bispo Douglas Crosby, criticou o governo em uma carta ao Ministério dos Negócios Estrangeiros do Canadá: 

Ditador comunista Maduro critica apelo internacional para suspender convocatória de Constituinte




Euronews, 18 de julho de 2017 



Por Pedro Sacadura 



Em nome da independência e da soberania, Nicolás Maduro assegurou que a convocatória de uma Assembleia Nacional Constituinte é para manter. A partir do Palácio Presidencial, o chefe de Estado da Venezuela reagiu aos apelos de suspensão do processo por parte da União Europeia e disse, a plenos pulmões, que a Venezuela não recebe instruções.

Esta segunda-feira foi Federica Mogherini, a Alta Representante da União Europeia para a Política Externa, a dar ordens ao Governo da Venezuela. Insolente. (…) A Venezuela é um país livre e soberano. Ninguém dará ordens porque na Venezuela são os venezuelanos quem manda. Federica Mogherini equivocaste-te com o país. A Venezuela não é uma colónia da União Europeia”, contra-atacou Maduro.

Turquia: estado de emergência está para durar




Euronews, 17 de julho de 2017 



Numa Turquia em forte tensão, o parlamento prolongou por três meses o estado de emergência

A medida foi votada no dia em que centenas de pessoas se confrontaram com a polícia nas ruas de Diyarbakır, no sudeste do país, durante uma manifestação da Confederação dos Sindicatos da Função Pública (KESK), em protesto pela demissão de milhares de trabalhadores do sector público, afetados pela purga do regime.

No parlamento, dominado pelo AKP, o partido do presidente Recep Tayyip Erdogan, a medida passou sem grande dificuldade. Os deputados do Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP) justificam-na:

Proíbem funcionários de metrô de Londres de dizer “senhoras e senhores”




Acidigital, 17 de julho de 2017 



LONDRES, 17 Jul. 17 / 06:00 pm (ACI).- O sistema de transporte em Londres (Inglaterra) determinou que todos os funcionários do metrô e as propagandas gravadas devem deixar de cumprimentar com “senhoras e senhores” e substituir por “Olá a todos”.

A alteração dessas palavras foi realizada em 13 de julho pela entidade responsável, Transport for London (TLF), e tem como finalidade garantir uma linguagem que é considerada mais “neutra e inclusiva” a todos os gêneros.

A decisão foi apoiada pelo prefeito de Londres, Sadiq Khan, em uma reunião da prefeitura no mês passado. Além disso, anunciou que já começou a capacitar os seus funcionários.

O Reino Unido pagará US $ 1,3 milhão para financiar abortos e contracepção ao redor do mundo

Secretária do Reino Unido para o Desenvolvimento Internacional, Priti Patel



LifeSiteNews, 17 de julho de 2017 



Por Fr Mark Hodges 



Londres, Inglaterra, 17 de julho de 2017 (LifeSiteNews) – A Inglaterra usou a “Cúpula de Planejamento Familiar” da semana passada para anunciar que está aumentando as contribuições sobre o aborto em todo o mundo. 

O Reino Unido comprometeu-se com mais de um bilhão de libras (US $ 1,309 bilhões) nos próximos cinco anos para financiar o “Planejamento Familiar” global, eufemismo politicamente correto para aborto e contracepção. Mas a secretária do Desenvolvimento Internacional, Priti Patel, reconheceu que os fundos tributários pagariam por “abortos seguros”. 

Patel disse que os gastos do governo para matar fetos em todo o mundo serão de £ 225 milhões de por ano nos próximos cinco anos, um aumento de até £ 45 milhões por ano. 

14 de jul de 2017

Vários polícias feridos após tiroteio com terroristas islâmicos na Cidade Velha de Jerusalém





Euronews, 14 de julho de 2017 



Três terroristas islâmicos dispararam sobre agentes da polícia israelita na Cidade Velha de Jerusalém, esta sexta-feira, antes de fugirem em direção à Esplanada das Mesquitas, onde foram encurralados e abatidos, informaram as autoridades israelitas.

Vários polícias ficaram gravemente feridos no ataque.

Desde há vários anos, esta é a primeira agressão, desta magnitude, com armas de fogo dentro das muralhas da Cidade Velha.

Comunistas portugueses defendem Maduro




TSF, 14 de julho de 2017 



O PCP está solidário com o regime da Venezuela e critica aquilo que classifica como "escalada de ingerência" dos EUA.

O PCP associou-se à campanha de solidariedade com a "revolução bolivariana" da Venezuela, liderada por Nicolas Maduro, contra a "escalada de ingerência externa" e "ameaça de novas sanções" pelos Estados Unidos.

O PCP denuncia, em comunicado, "a escalada de ingerência externa e a ameaça de imposição de novas sanções e medidas de autêntica guerra económica", nomeadamente pelos Estados Unidos, contra a Venezuela, e apela "à mais firme condenação" dessas práticas "violadoras do direito internacional".

13 de jul de 2017

A Medicina Socializada e "Compassiva" do Reino Unido quer matar Charlie Gard




Christian Post, 13 de julho de 2017 



Por Peter Heck 



Em 04 de agosto do ano passado, um bebê bem saudável, chamado Charlie Gard nasceu no Reino Unido. Oito semanas depois a sua mãe percebeu que algo estava errado. Quando o levou ao médico, seu filhou tornou-se apenas a 16ª pessoa do mundo a ser diagnosticada com uma desordem genética particular que leva a fraqueza muscular e danos cerebrais. 

Percebendo que o sistema de saúde nacional socializado na Grã-Bretanha limitou as suas opções de tratamento, a mãe de Charlie encontrou um médico americano que estava disposto a oferecer a seu filho um procedimento  experimental para salvá-lo. 

Até o dia 02 de abril deste ano, os pais de Charlie haviam arrecadado dinheiro o suficiente por meio de doações de pessoas ao redor do mundo para levá-lo em um avião médico para os Estados Unidos e cobrir todos os custos de seus cuidados. Mas nove dias depois, o Supremo Tribunal britânico decidiu que os pais de Charlie não seriam autorizados a sair do país. Eles também decidiram que os médicos britânicos estavam autorizados a desligar as máquinas de suporte de vida de Charlie matando-o. 

Suécia pretende parar de ajudar grupos externos que rejeitam o aborto




LifeSiteNews, 12 de julho de 2017 



Por Fr. Mark Hodges



Estocolmo, Suécia, 12 de julho de 2017 (LifeSiteNews) – Em resposta ao presidente Trump que interrompeu o financiamento global do aborto com dólares em impostos dos Estados Unidos, a Suécia agora também está retirando fundos para a saúde das mulheres em todo o mundo. 

Apontado pelos adeptos do aborto como uma “regra de mordaça”, a Política da Cidade do México fornece ajuda externa dos Estados Unidos somente a prestadores de serviços globais [de saúde] que não aconselham ou realizam abortos. 

A política da Cidade do México foi iniciada pelo presidente Ronald Reagan e mantida pelo presidente George H.W Bush, e rescindida pelo presidente pró-aborto, Bill Clinton, reintegrada pelo presidente George W. Bush, e rescindida novamente pelo presidente pró-aborto Barack Obama e, mais recentemente, reintegrada e fortalecida pelo presidente Donald Trump. 

11 de jul de 2017

Rússia ameaça quebrar "trégua" diplomática com Trump




Euronews, 11 de julho de 2017 



A Rússia ameaça expulsar 30 diplomatas dos Estados Unidos e apreender duas propriedades do Departamento de Estado norte-americano no país, em resposta ao que considera ser um ataque contra os seus representantes diplomáticos no final do ano passado.

Num artigo publicado no jornal russo Izveztia , uma fonte do ministério dos Negócios Estrangeiros russo, afirma que Moscovo esperou seis meses por uma reação da nova administração Trump.

Pacto Hitler-Stalin: uma obscura aliança na Segunda Guerra Mundial





Epoch Times, 10 de julho de 2017 



Por Leo Timm 



A assistência soviética reforçou o inicial sucesso nazista na Guerra

Em abril de 1945, o Terceiro Reich estava quase perdendo a guerra. Os exércitos triunfantes de vários países avançavam em solo alemão de todas as direções. Entre os mais orgulhosos da guerra, estavam ninguém menos que as tropas da União Soviética (URSS), que capturaram o covil de Adolf Hitler, Berlim.

Quase quatro anos antes, em 1941, o Führer comandou a invasão da URSS na tentativa de exterminar seu povo e saquear seu território. Vinte e seis milhões de russos e vítimas de outras etnias soviéticas não sobreviveram ao ataque.

Mas, além do grande custo humano que muitos ex-Estados soviéticos recordam hoje como sendo a Grande Guerra Patriótica, uma história menos heróica fornece uma abordagem sóbria sobre a campanha militar mais brutal da Segunda Guerra Mundial.

O governo colombiano assinou o decreto que concede anistia aos 3.252 membros terroristas das FARC




NTN24, 10 de julho de 2017 



O governo da Colômbia assinou um decreto que concede anistia em benefício de 3.252 membros das FARC acusados de “crimes políticos, tais como posse ilegal de armas e uniformes militares bem como o fomento de insurreição armada”. 

Este é o “terceiro decreto de concessão de anistia de jure [por lei]”, disse em um comunicado o Ministério da Justiça pela EFE. 

7 de jul de 2017

França – autoridades identificam 100 proprietários de armas registradas na lista de potenciais terroristas islâmicos




The Local Fr, 06 de julho de 2017 



As autoridades da França identificaram cerca de 100 pessoas que acreditavam possuir armas de fogo legalmente apesar de estarem em uma lista de vigilância antiterrorista, disse o ministro do Interior, Gerard Collomb, na quarta-feira. 

O anúncio ocorre duas semanas depois de um conhecido entusiasta de armas [islâmico] atirar bombas de gás a partir de um carro carregado com armas contra uma van policial na avenida Champs-Elysees de Paris, o mais recente caso de ataque jihadista desde uma série de ataques que tem atingido a França desde 2015. 
  
O agressor, Adam Djaziri, foi a única pessoa morta, mas o ataque levantou questões sobre como eu homem de 31 anos pôde possuir várias armas, apesar de ter sido colocado numa lista de islamitas radicais em potencial há dois anos. 

Áustria – “Motivação islâmica” atribuída ao suspeito de assassinar um casal de idosos na Áustria




The Local At, 06 de julho de 2017 



O ministro do Interior da Áustria, Wolfgang Sobotka, disse que um homem tunisiano suspeito de assassinar um casal em sua casa em Linz, na Áustria, pode ter agido por motivação islâmica. 

Se confirmado, os assassinatos de sexta-feira na cidade do norte de Linz – no qual a garganta de uma mulher de 85 anos foi cortada e seu marido de 87 anos esfaqueado e espancado até à morte – será o primeiro ataque islâmico na Áustria, que tem até agora evitado ataques jihadistas vistos em outros lugares da Europa. 

Os assassinatos “tiveram claramente uma base islâmica”, disse Sobotka em uma coletiva de imprensa em Viena na quarta-feira, acrescentando que o suspeito de 54 anos, que se entregou à polícia, “é claramente um muçulmano radicalizado”. 

6 de jul de 2017

Canadá – O número de criminosos violentos que vêm para o Canadá a partir do México aumenta: diz relatório




Toronto Sun, 06 de julho de 2017 



A decisão do governo liberal de remover o visto necessário para os estrangeiros que vem do México para o Canadá está tornando as coisas mais fáceis para os criminosos que entram no país. 

De acordo com dados da Agência de Serviços de Fronteiras do Canadá obtidos pela Global News, o número de cidadãos mexicanos com antecedentes criminais ou que são um risco de segurança aumentou desde que Justin Trudeau flexibilizou o requisito de visto em 01 de dezembro de 2016. 

Nos primeiros seis meses deste ano, 65 mexicanos envolvidos em crimes “graves” foram identificados, mais do que os 53 em 2016 e 28 no ano anterior. 

Não há acordo sobre as zonas de segurança na Síria



Euronews, 06 de julho de 2017 



Após dois dias de conversações, o encontro de Astana entre a Rússia, a Turquia, o Irão e a Síria não produziu resultados.

O objetivo era chegar a acordo sobre a instituição de quatro zonas de segurança em território sírio, mas a Turquia levantou obstáculos

O negociador sírio, Bashar Ja’afari, declarou que “todos os países tiveram uma atitude positiva, menos a Turquia”. “Houve a indicação de que a política da Turquia no processo de Astana tem sido uma política negativa”, acrescentou.

Turquia rejeita trocar adesão à UE por outro acordo, reclamado pelos eurodeputados




Euronews, 06 de julho de 2017 



Por Isabel Marques da Silva 



As negociações para a adesão da Turquia à União Europeia devem ser formalmente suspensas “caso a reformas constitucionais sejam aplicadas sem alterações”. A posição é do Parlamento Europeu que aprovou, quinta-feira, um relatório com 477 votos a favor.

O governo de Ancara reagiu de imediato, durante uma reunião com o comissário europeu para o Alargamento, Johannes Hahn, em Istambul.

Nem sequer vamos ponderar esta questão. Rejeitamos todas as propostas para abandonar as conversações de adesão entre a Turquia e a União Europeia e substituí-las por uma cooperação mais forte nas áreas do contraterrorismo, migração ou outras”, disse Omer Celik, ministro para os Assuntos Europeus da Turquia.

Donald Trump garante apoio dos EUA à NATO/OTAN




Euronews, 06 de julho de 2017 



Donald Trump assegurou que os Estados Unidos da América estão empenhados em defender o estilo de vida ocidental e os Estados-membros da NATO.

O compromisso de defesa da liberdade do presidente norte-americano ocorreu na Praça Krasinski, um local simbólico da capital polaca, que acolhe um monumento à insurreição da população de Varsóvia durante a ocupação nazi, em 1944.


O ditador Putin envia um telegrama para o ditador Nicolás Maduro





Martin Notícias, 05 de julho de 2017 



A Rússia insistiu hoje na sua rejeição a interferência estrangeira no conflito político em curso na Venezuela e convocou um diálogo entre o governo venezuelano e a oposição, a fim de assegurar a paz no país sul-americano. 

A Rússia defende a restauração do diálogo interno, e uma séria e responsável negociação para buscar um acordo que garantirá a paz no país”, disse o diretor russo do Ministério das Relações Exteriores na América Latina, Alexandr Schetinin

A eutanásia holandesa ficou tão fora de controle que até mesmo os médicos que a administram querem pôr freios




LifeSiteNews, 05 de julho de 2017 






05 de Julho de 2017 (LifeSiteNews) – Um anúncio divulgado em um grande jornal na Holanda feito por mais de 200 médicos holandeses começa da seguinte forma, “[Auxílio suicídio] para alguém que não pode confirmar que quer morrer? Não, não faremos isso. Nossa reticência moral em acabar com a vida de um homem indefeso é muito grande”. 

Os médicos, muitos dos quais atualmente servem como provedores de suicídios assistidos, estão se opondo ao crescimento não verificado da eutanásia em seu país, onde as pessoas que tiveram sua capacidade mental reduzida devido à demência estão sendo sacrificadas. 

A lei atual permite que os médicos façam a eutanásia sem consentimento verbal se uma declaração de vontade escrita já tiver sido fornecida antecipadamente. Além disso, um médico também deve determinar primeiro se o paciente está numa situação de sofrimento insuportável. Mas com a capacidade mental reduzida, os pacientes muitas vezes não conseguem confirmar seu pedido eutanásico – feito anos antes – como sendo ainda válido. 

Suécia – Governo proibirá mídias alternativas

Criminosos estrangeiros de um lado e o PM sueco, criminoso étnico do outro



Speisa, 06 de julho de 2017 



Ao mudar a constituição, o governo sueco quer proibir sites que revelam a etnia de criminosos condenados, segundo o relato do jornal Fria Tider

É através de uma mudança na liberdade de imprensa e na liberdade de expressão que Stefan Lofven e seu governo querem proibir sites populares da Suécia, como Lexbase e Fria Tider, referindo-se ao fato de que eles contêm “dados pessoais sensíveis”. Nem a mídia alternativa nem nenhum dos sites são explicitamente mencionados no projeto de lei, mas a empresa por trás da Lexbase, Verifiera AB, é uma das entidades referenciadas. 

5 de jul de 2017

Relatório recomenda suspensão das negociações de adesão da Turquia




Euronews, 05 de julho de 2017 



Por Isabel Marques da Silva



Os eurodeputados renovam a pressão para que os Estados-membros suspendam as negociações de adesão da Turquia à União Europeia.

O referendo constitucional, de abril passado, que visa reforçar os poderes do Presidente Recep Tayyip Erdogan, é um dos principais argumentos usados pela autora do mais recente relatório do Parlamento Europeu sobre o Estado de direito naquele país.

Caso o governo turco avance com a implementação da nova constituição na Turquia, que põe fim à separação de poderes, tal será contrário aos critérios de Copenhaga necessários para um país aderir à União Europeia e implica a suspensão das negociações que decorrem entre o governo da Turquia e a União Europeia”, disse, à euronews, Kati Piri, eurodeputada holandesa de centro-esquerda.

A primeira-ministra britânica não vai ajudar o bebê Charlie Gard




LifeSiteNews, 05 de julho de 2017 






Reino Unido, 05 de julho de 2017 (LifeSiteNews) – A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que está confiante de que o hospital que tem lutado no tribunal para remover Charlie Gard, de 11 meses de idade, de seu suporte de vida contra os desejos dos seus pais está levando em consideração o seu “bem-estar”. 

Chris Gard e Connie Yates, os pais de Charlie, têm lutando nos tribunais europeus pelo seu direito de levá-lo aos Estados Unidos para tratamento experimental por sua doença muscular e cerebral rara. Eles levantaram mais de US $ 1 milhão para fazer isso, mas os tribunais ingleses se alinharam com o hospital, Great Ormond Street Hospital, para removê-lo do suporte de vida. 

Então, o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem também se juntou ao Hospital onde Charlie estava marcado para morrer na sexta-feira, 30 de junho, mas seus pais receberam mais um tempo para ficar com ele. Os meios de comunicação em todo o mundo vêm cobrindo o caso. O Papa Francisco e o Presidente Trump expressaram sua solidariedade com os pais de Charlie. Trump disse que ficaria “encantado” em ajudar a salvar Charlie. Um hospital do Vaticano ofereceu-se para tratar Charlie, mas depois disse que o Great Ormond Street Hospital recusou essa oferta. 

Alemanha – Três sírios são julgados por suposta conspiração para bombardear o Centro de Dusseldorf





The Local De, 05 de julho de 2017 



Três supostos jihadistas sírios foram julgados na Alemanha nessa quarta-feira acusados de conspirarem para cometer atentados suicidas coordenados e tiroteios na cidade ocidental de Dusseldorf. 

Os três réus, identificados apenas como Saleh A. E Mahood B., ambos de 25 anos e Hamza C., de 27 anos de idade, estavam no banco dos réus acusados de pertencer  ao grupo terrorista Estado Islâmico e de planejar ataques no Centro histórico de Dusseldorf em 2016. 

Acredita-se que os acusados tenham conspirado para que dois homens-bomba detonassem coletes explosivos e depois abrissem fogo contra os pedestres com rifles automáticos”, afirmou o tribunal de Dusseldorf em um comunicado.  

Alemanha – um grupo de muçulmanos armados aterroriza mulheres chechenas “imorais” em Berlim





The Local De, 05 de julho de 2017 



Um grupo de homens chechenos armados espancaram ou ameaçaram várias mulheres em Berlim nas últimas semanas por não respeitarem “sua” compreensão retrógrada do Alcorão, relatou Tagesspiegel

Duas jovens mulheres chechenas foram espancadas pelo grupo, sofrendo lesões graves, enquanto outras duas foram ameaçadas e perseguidas. Um homem também foi atacado e espancado, informou o jornal de Berlim nessa quarta-feira depois de entrevistar várias vítimas. 

O jornal também viu um vídeo feito pelo grupo e compartilhado na comunidade chechena da capital. 

No vídeo, um homem mascarado aponta uma arma para a câmera. Ele afirma que algumas mulheres chechenas na Europa estão fazendo coisas “indescritíveis”, acrescentando que “vamos puni-las” se a ocasião chegar. 

Canadá paga indemnização milionária a ex-detido de Guantánamo




Euronews, 05 de julho de 2017 






O governo canadiano vai indemnizar em perto de sete milhões de euros Omar Khadr, um antigo detido de Guantánamo, capturado aos 15 anos no Afeganistão e que passou 13 anos em cativeiro.

De origem canadiana, Khadr, saiu em liberdade condicional em 2015.

Em 2002, depois de ser detido em território afegão e transferido para Cuba, tornou-se no mais jovem prisioneiro de Guantánamo. Em 2010, o Supremo Tribunal canadiano decretou que os seus direitos tinham sido violados por Otava, que partilhou com os norte-americanos declarações feitas por Khadr a responsáveis canadianos. Condenado no mesmo ano em Guantánamo pela morte de um sargento norte-americano, acabaria por ser extraditado em 2012 para uma prisão de máxima segurança no Canadá.

4 de jul de 2017

A Califórnia eutanaziou 111 pessoas em apenas seis meses




LifeSiteNews, 03 julho de 2017 



Por Fr. Mark Hodges



SACRAMENTO, Califórnia, 03 de julho de 2017 (LifeSiteNews) – Nos primeiros seis meses após a Califórnia implementar uma lei de suicídio assistido em junho de 2016, houve 111 mortes relatadas usando a prescrição legal médica. 

Os dados relacionados à lei do suicídio, apelidado de “Ato de opção de fim de vida”, foram divulgados ao público na semana passada. As estatísticas mostram que 173 médicos no estado escreveram 191 prescrições letais. 

A Califórnia foi o quinto estado a legalizar o suicídio para pessoas com diagnóstico de doença terminal. O primeiro estado a fazê-lo foi o de Oregon na década de 1990. Os novos dados revelam que a taxa de morte por prescrição médica na Califórnia em seus primeiros meses foi 15 vezes maior do que a de Oregon em seu primeiro ano.