11 de mai de 2017

Indonésia: Dois homens arriscam receber 80 chicotadas por serem homossexuais

Imagem meramente ilustrativa, não tendo a ver com os supracitados


Expresso, 11 de maio de 2017. 



O caso aconteceu na Indonésia, na província de Aceh, depois de um grupo de vizinhos ter acusado os jovens de manterem uma relação homossexual. A sentença será declarada na próxima semana e o casal pode enfrentar uma pena de 80 chicotadas

Na província de Aceh, na Indonésia, dois homens vão ser julgados por manterem uma relação homossexual e podem vir a ser punidos com uma pena de 80 chicotadas.

Os envolvidos, com idades entre os 20 e os 23 anos, confessaram estar numa relação gay, o que foi confirmado através de vídeos e outras provas encontradas no quarto do casal.


Os dois foram presos no final de mês de março, depois de um grupo de vizinhos suspeitar da relação que estes mantinham e decidirem surpreendê-los enquanto mantinham relações sexuais. O momento foi filmado e divulgado online. As imagens mostram atos de violência, em que um dos envolvidos é empurrado por outro homem que impede os jovens de sair do quarto.

Os dois homens foram entregues à polícia e ficaram detidos. Se forem considerados culpados, esta será a primeira vez que um castigo físico é aplicado desde a entrada em vigor da nova legislação em Aceh, há dois anos.

A lei da Sharia permite até 100 chicotadas por ofensas morais, incluindo relações entre pessoas do mesmo sexo. O painel de três juízes irá anunciar o veredito na próxima semana.

O caso está a despertar a atenção de grupos de defesa dos Direitos Humanos, como a Human Rights Watch que pediu às autoridades a libertação imediata dos envolvidos. “Estes homens tiveram a sua privacidade invadida de forma assustadora e humilhante e agora enfrentam tortura pública pelo ‘crime’ da sua alegada orientação sexual”, afirmou o grupo num comunicado o mês passado.

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário