26 de jul de 2016

A Turquia acusa a Ucrânia de participação no golpe militar





UT, 26 de julho de 2016. 




"As ideias defendidas pelo líder da oposição Fethullah Gulen são amplamente apoiadas por Kiev e Odessa – a Ucrânia ajudou ativamente na preparação do golpe militar na Turquia.". 

Isso de acordo com os recentes relatos da mídia turca. 

Numerosas edições afirmam que a Ucrânia apoiou fortemente o movimento de oposição de Fethullah Gulen que dito como estando por trás do motim. 



Em particular, as cidades de Kiev e Odessa são ditas como tendo defendido e popularizado as ideias de Gulen nas escolas secundárias. 

Os membros da organização não governamental Anistia Internacional, por sua vez, acusam a Turquia de grave violação dos direitos humanos insistindo que os suspeitos em participar do golpe estão sendo cruelmente torturados e até mesmo estuprados. 

Após o golpe falho, 13.000 pessoas foram detidas até agora. 62 deles não têm idade superior aos 17 anos e não estão sendo autorizados a falar com os seus pais. 

Ontem o procurador de Istambul assinou uma nova ordem para prender 42 jornalistas, entre eles os que cobriram e revelaram esquemas de corrupção daqueles no alto escalão do poder. Os promotores insistem deter os profissionais da mídia é crucial para investigar o golpe. Além disso, daqui alguns dias a Turquia está prestes a providenciar uma limpeza total dos funcionários remanescentes que trabalham nas embaixadas turcas no exterior. 

50.000 soldados, policiais, juízes, funcionários e até professores universitários e professores foram demitidos de seus locais de trabalho durante os últimos sete dias. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...