31 de jul de 2016

A Rússia planeja implantar três novas fragatas na cidade ocupada de Sevastopol





UT, 31 de julho de 2016. 




O Kremlin reforça sua presença militar na península ocupada. 

A Rússia está planejando transferir três fragatas recém-construídas para a cidade ocupada de Sevastopol. 

De acordo com o chefe da marinha do Mar Negro Alexander Vitko, o primeiro navio de guerra o Almirante Grigorovich já foi implantado em Sevastopol, e o outro, Almirante Essen, vai ser transferido do Mar Báltico. A terceira Fragata, Admiral Makarov chegará ao porto marítimo ocupado pela Rússia no final de 2016. 

Originalmente seis novos navios de guerra foram planejados para serem construídos para a frota russa do Mar Negro em 2020. No entanto, a construção de mais três navios foi adiada devido à recusa da Ucrânia de fornecer motores e turbinas a gás [óbvio!]. 

Em 23 de julho, a fragata russa Admiral Essen foi vista a uma distância de sete milhas náuticas da zona econômica exclusiva da Letônia. 

A Força Armada Nacional da Letônia informou que mais de 140 voos provocativos foram feitos, bem como 130 casos de submarinos e navios russos aproximaram-se das águas territoriais Letãs.  



Alemanha - dezenas de milhares de turcos nas ruas de Colônia em apoio ao ditador Erdogan





Euronews, 31 de julho de 2016. 




Dezenas de milhares de apoiantes do presidente turco, Tayyp Erdogan, encheram a margem direita do Reno, em Colónia, na Alemanha, numa altura em que as críticas se multiplicam face à purga interna que leva a cabo depois do golpe de Estado falhado.

O apelo à manifestação foi lançado pela união dos democratas europeus turcos. Os organizadores esperavam 50 mil pessoas e, segundo a polícia, o local encontra-se compactamente cheio.

França quer estruturar islão no país para o libertar do radicalismo - desperdiçando o dinheiro do contribuinte

Prólogo

Engraçado que já fizeram algo nesse sentido, se bem me lembro, foi um “programa de reinserção para radicalizados”, com o intuito de “resgatar” as mentes do radicalismo. Pena que o radicalismo é o próprio Islã, e não o contrário. A Alemanha seguiu passos semelhantes, em que um bispo "cristão" sugeriu para que seja ensinando Islã nas escolas. Manuel Valls é a imagem característica da política europeia de esquerda; ele e o seu homólogo. Por quanto tempo os franceses vão suportar isso? A quietude depois que o ministro sugeriu mexer nas mesquitas é o conformismo dos idiotas, em esperar que uma autoridade incompetente e suicida e até mesmo criminosa atenda os seus clamores, dando assim aparentes sinais de compreensão daquilo que ignoram, ou seja, de que o Islã não é compatível, e que tentar inseri-lo na vida pública não só é suicídio, como um crime flagrante e perca de tempo. Os franceses, aparentemente, além de seguir os conselhos  dos seus políticos assassinos, em acostumar-se com o terrorismo, também acostumaram-se a esperar reações deles, como se estivessem a ponto de perceber o seu "erro". 

Cristãos Inúteis Tratados Como Animais - Perseguição Muçulmana de Cristãos

Gatestone, 31 de julho de 2016. 



Perseguição Muçulmana de Cristãos: abril de 2016





  • Eritreia — "O Dr. Berhane Asmelash, ex-presidiário, vítima de tortura, descreveu como os prisioneiros eram amarrados e pendurados em árvores. Uma forma de pendurar conhecida como 'Jesus Cristo' segundo ele, porque parecia que a vítima estava na cruz."
  • Paquistão — Cinco meninas cristãs foram sequestradas, convertidas à força ao Islã e obrigadas a se casarem com seus sequestradores.
  • "Esperamos que o governo sueco e as autoridades competentes tomem providências imediatas para salvaguardar as vidas dessas pessoas. É primordial que haja asilos separados para candidatos a asilo cristãos e outros candidatos a asilo na mesma situação. Apelamos para que seja reservado um alojamento de tal modo que a palavra asilo volte a ter seu verdadeiro significado de proteção e segurança". — Sua Santidade Mor Ignatius Aphrem II, Patriarca Sírio-ortodoxo de Antioquia e de Todo o Oriente.
  • Em sua resposta, o Diretor Geral do Conselho Sueco de Migração ressaltou que habitações separadas para cristãos e outros grupos vulneráveis "irão contra os princípios e valores centrais da sociedade sueca e da nossa democracia."

Ataques de Muçulmanos contra Igrejas Cristãs

Estados Unidos: um grupo pró-ISIS chamado Califado Cibernético Unido "hackeou" o Website da Igreja Reformista Cristã em Lamont, Michigan. Uma menina de 15 anos descobriu o vandalismo que consistia na inclusão de um vídeo de propaganda do ISIS e um texto em árabe. O recrutador apresentado no vídeo diz: "nós iremos conquistar a sua Roma, quebrar suas cruzes e escravizar suas mulheres, com a permissão de Alá, o Louvado. Esta é a Sua promessa, Ele é glorificado e não deixará de cumprir a Sua promessa."

Bálcãs - As lutas entre Erdogan e as escolas gulenistas provocam novas tensões na Bósnia

Fethullah Gulen



Balkan Insight, 31 de julho de 2016. 



Por Rodolfo Toe


A luta contra escolas operadas pelo alegado líder do golpe turco poderia provocar novos conflitos e agravar divisões na Bósnia de acordo com especialistas. 

A briga entre as escolas bósnias ligadas ao Fethullah Gulen, e o suposto líder do recente golpe de estado turco, e autoridades turcas em Ancara poderia exacerbar divisões na Bósnia, disse um especialista em relações internacionais a BIRN.   

“A importação de conflitos de outros países para a Bósnia e a obrigação dos cidadãos de dar o seu apoio a um dos lados irá criar divisões na sociedade”, Esref Kenan Rasidagic, professor de relações internacionais na Universidade de Sarajevo, disse a BIRN. 

30 de jul de 2016

Juncker, Presidente da Comissão Europeia vê risco no acordo com a Turquia para lidar com os imigrantes - o castelo de areia de Bruxelas

Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker preside a uma reunião do órgão executivo da UE, em Bruxelas, Bélgica, 27 de julho de 2016.


Reuters, 30 de julho de 2016. 




O presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker está preocupado com um acordo firmado com a Turquia em março, para lidar com a onda de imigrantes com destino a Europa, e que pode entrar em colapso, disse ele a um jornal austríaco. 

“O risco é grande. O sucesso do acordo até agora é frágil. (Turco) Presidente (Tayyip) Erdogan por várias vezes tem dado a entender que ele quer rescindir o contrato”, disse Juncker a Kurier quando perguntado sobre se o acordo poderia desmoronar. 

Se isso acontecesse, “então você pode esperar que mais uma vez os refugiados estarão em pé às portas da Europa”, acrescentou em uma entrevista publicada no sábado. 

Bálcãs - Sérvios-bósnios opõem-se a um novo grupo antiterrorista

Policiais de investigação do Estado da Bósnia e Agência de Proteção



Balkan Insight, 29 de julho de 2016. 



Por Rodolfo Toe



A proposta da criação dum novo grupo de coordenação contra o terrorismo na Bósnia está atraindo críticas de autoridades na República Sérvia que dizem que isso vai quebrar a lei. 

A proposta para colocar em operação um novo mecanismo de coordenação estadual antiterrorista entre a polícia bósnia e agências de segurança está atraindo oposição da República Sérvia, RS, entidade sérvia sob controle da Bósnia. 

A proposta, apoiada pelo Ministro de Segurança bósnio, Dragan Mektic, provavelmente será enviada para a aprovação do Conselho de Ministros na próxima semana, disse o Ministério à BIRN. 

Erdogan quer controlar serviço de informações e forças armadas - o absolutismo de Erdogan

"Onde está o seu véu?"

DN, 30 de julho de 2016. 



Duas semanas depois de uma tentativa de golpe de Estado, Erdogan anunciou a intenção de fechar todas as escolas militares e de as substituir

O chefe de Estado turco declarou hoje que vai propôr ao parlamento que os serviços de informações e os chefes do Estados-maiores passem a estar sob o controlo direto da Presidência do país.

"Vamos apresentar uma pequena reforma constitucional (ao parlamento) que, caso seja aprovada, colocará o serviço de informações turco (MIT) e os chefes dos Estados-maiores (das forças armadas) sob controlo da Presidência", declarou Recep Tayyip Erdogan à cadeia de televisão turca A-Haber.

Clérigo afegão de 60 anos preso por casar com criança de 6 anos - cultura muçulmana afegã





DN, 30 de julho de 2016. 




Mohammad Karim diz que o casamento foi presenciado por 30 a 40 pessoas, incluindo os pais da criança

Um clérigo afegão foi preso na quarta-feira por se casar com uma criança de seis anos. Os pais da menina alegam que esta foi raptada em junho, mas o homem diz que foi uma "oferenda religiosa" dos pais

Mohammad Karim, que diz ter 60 anos, foi preso na província de Ghor, no centro do país. O clérigo muçulmano diz que o casamento foi presenciado por 30 a 40 pessoas, incluindo os pais da criança, a garante que o casamento não foi consumado.

A criança está num abrigo de Ghor e os pais a caminho da região, afirmou o gabinete do governo local, sendo que a polícia continua a investigar para determinar o que realmente se passou.

Os casamentos de crianças são ilegais mas muito frequentes no país. A idade mínima para o casamento é de 16 anos, mas a iniciativa "Girls Not Brides" estima que uma em cada nova adolescentes esteja casada antes dos 15. Além disso, a gravidez e as complicações do parto estão entre as principais causas de morte em raparigas entre os 15 e 19 anos.



Tribunais de Istambul ordenam libertação de 758 soldados e 62 cadetes





DN 30 de julho de 2016.




Permanecem em prisão preventiva 1531 militares por tiroteios contra civis em três zonas de Istambul

A justiça turca ordenou este sábado a libertação de 758 soldados e 62 cadetes que estavam detidos há vários dias pela sua alegada participação no fracassado golpe de Estado de 15 de julho, informou o diário Habertürk.

Os militares libertados tinham sido detidos em Istambul pela sua participação no levantamento militar. No total, foram presos 989 militares pela sua intervenção numa das pontes sobre o Bósforo em Istambul, que os golpistas bloquearam durante a noite e onde ocorreram tiroteios contra civis desarmados, com numerosas vítimas mortais.

Após recolher os depoimentos dos soldados e na sequência de uma sugestão da Procuradoria, um tribunal de Istambul decretou a libertação incondicional de 759 dos 989 acusados, ao considerar que não dispararam contra a multidão, assinalou o diário Sözcü.

Outro tribunal decidiu a libertação de 62 cadetes de uma academia militar, julgados pelos mesmos factos.

Permanecem em prisão preventiva 1.531 militares por tiroteios contra civis em três zonas de Istambul, incluindo 231 soldados e 16 generais e almirantes.

No total, 10.000 pessoas permanecem em prisão preventiva na Turquia acusadas de envolvimento no golpe militar, onde se incluem 5.000 militares, entre eles 151 generais ou almirantes, 3.000 oficiais de diversas patentes, cerca de 1.000 soldados e 700 cadetes.

Estão ainda detidos preventivamente 1.348 juízes, 737 fiscais e quase 1.000 polícias. A estes números acrescentam-se ainda vários milhares de pessoas em detenção mas que ainda não foram levadas aos tribunais.



Fonte:http://www.dn.pt/mundo/interior/tribunais-de-istambul-ordenam-libertacao-de-758-soldados-e-62-cadetes-5314449.html

França – igreja de sacerdote assassinado por jihadistas doou terreno para a mesquita; “as relações são normalmente muito boas"

“As relações são normalmente muito boas” – além do fato de que o padre teve a sua garganta cortada, o que mais poderia ser. Fora isso, "então senhor Lincoln, como foi a peça?". [Sarcasmo].

“O chefe da ordem religiosa no Condado de Down da igreja onde o padre Jacques Hamel foi morto revelou que sabia que o terreno ao lado do local do crime foi doado pelas autoridades católicas para que os muçulmanos construíssem uma mesquita, incluindo o próprio padre Jacques.”. [Ênfase acrescentada] essas autoridades católicas, sem dúvida, assumiram que o seu gesto de boa vontade traria harmonia e boas relações entre cristãos e muçulmanos. As autoridades católicas se recusam firmemente a acreditar na existência de imperativos no Alcorão e na Sunnah que invocam os muçulmanos a guerra contra os cristãos para subjuga-los, sem se importar se são amáveis para com os muçulmanos. Os líderes da Igreja Católica, como o Papa Francisco e o Patriarca Gregório III, e outros bispos, como Robert McManus, Kevin Farrel e Jaime Soto, provavelmente, se recusam a acreditar que tal coisa possa ser verdade, até o ponto em que a lâmina comece a cortar as suas próprias gargantas. 








A Igreja onde ocorreu o ataque terrorista de Normandia doou um terreno para a construção de uma mesquita, revelando que o monge de Down, e o próprio padre Jaques Hamel também sabiam



Belfast Telegraph, 28 de julho de 2016. 




Por Una Brankin 



O chefe da ordem religiosa no Condado de Down da igreja onde o padre Jacques Hamel foi morto revelou que sabia que o terreno ao lado do local do crime foi doado pelas autoridades católicas para que os muçulmanos construíssem uma mesquita, incluindo o próprio padre Jacques. 

O padre Mark Ephrem Nolan (58 anos), prior do Mosteiro Beneditino de Santa Cruz, perto de Rostrevor, disse que tais ataques podem acontecer em qualquer lugar, [sei] e confirmou que o Padre Hamel tinha boas relações com aqueles da fé islâmica na região. 

Nascido em Belfast o P. Nolan, que conheceu o P. Hamel (86 anos) através de seu trabalho em uma paróquia vizinha, na Normandia, acrescentou que: “Eu falei com uma irmã esta manhã que é uma amiga próxima da irmã que escapou da igreja e fez o alerta. Ela normalmente vinha para a missa do padre Jacques todas as manhãs, mas tinha que ir ao seu trabalho como capelão da prisão na segunda-feira. Ela está muito chocada.

O estado de choque ficou ainda pior agora que foi difundida a notícia de que o padre Jacques era um homem quieto e santo, que trabalhou toda a sua vida para as pessoas em áreas pobres, nos mesmos moldes que o Papa Francisco. 

Ele levou uma vida pura, simples, com ênfase na construção de amizades. As autoridades da Igreja facilitaram a doação do terreno ao lado de sua igreja para os muçulmanos locais para construírem uma mesquita, e foi-lhes dado o uso do salão paroquial e outras instalações durante o Ramadã.”. 

O Padre Nolan disse que isso incluía um monge que tinha sido um seminarista da Arquidiocese de Rouen, onde o padre Hamel foi brutalmente assassinado por [muçulmanos] extremistas em sua igreja em um ato que o Estado Islâmico prontamente assumiu. 

Apesar do ataque, o clérigo disse que os católicos e muçulmanos em Saint-Etienne-du-Rouvray, a cidade na Normandia, onde o padre Hamel morreu [foi morto], se davam muito bem uns com os outros. 

“Há uma grande população muçulmana lá, e as relações são normalmente muito boas entre as comunidades”, disse o padre Nolan, que nasceu em 1958, ano em que o padre Hamel foi ordenado. 

Esforços têm sido feitos pela comunidade cristã em ser acolhedora para os muçulmanos. As irmãs mesmo dão leitura e lições para as crianças muçulmanas em blocos de torre. E estão tentando destruir essas boas relações. Eles têm como alvo os arredores, e o padre Hamel era muito consciente disso. Eu não acho que há uma ameaça imediata aqui, porque não temos uma forte ligação inter-fé – e isto é uma vergonha – mas ninguém pensou que algo assim poderia acontecer em Normandia na segunda-feira. Se isso pôde acontecer lá, então pode acontecer em qualquer outro lugar. 

O Estado Islâmico está ativamente tentando aumentar a tensão e prejudicando as boas relações onde elas existem.”. [Relações lâmina e garganta]. 



Ásia - Grupo chinês reivindica a responsabilidade sobre invasão hacker de monitores em aeroportos no Vietnã




Asian Correspondent, 30 de julho de 2016.



Dois dos principais aeroportos do Vietnã tiveram cenas de confusão após hacktivistas chineses supostamente terem hackeado monitores de check-in colocando informações distorcidas sobre o Mar do Sul da China e insultos ao Vietnã e as Filipinas, informou a mídia local. 

Os sistemas de som nos aeroportos Noi Bai e Tan Son Nhat em Hanói e Ho Chi Minh City, respectivamente, também foram afetados, forçando as autoridades aeroportuárias a desligarem as telas de Check-in e os sistemas de som, da linha VnExpress nesta sexta-feira. 

O site da transportadora nacional, Vietnã Airlines, também foi brevemente tirado do ar.

29 de jul de 2016

Ucrânia - delegação de MPs franceses visitam a anexada Crimeia

Delegação de MPs franceses visitam a Crimeia anexada. 


UT, 29 de julho de 2016. 



É a segunda visita parlamentar francesa na península ocupada. 

A delegação composta por 11 deputados franceses está chegando a Crimeia ocupada a partir de 29-31 de julho pela segunda vez desde julho de 2015.

De acordo com a Deutsche Welle, [a delegação] é dirigida por Thierry Mariani, membro da Assembleia Nacional da França.

Bálcãs – Os americanos estão preocupados com a interferência russa na Sérvia




B92, 29 de julho de 2016. 



Bojan Pajtic diz que interlocutores americanos e europeus com quem falou num encontro nos Estados Unidos sentiam um "nervosismo considerável sobre a mudança da Sérvia em relação à Rússia."

O líder do Partido Democrático (DS), que participou da Convenção Democrata nos Estados Unidos, disse que há uma “preocupação especial com a interferência da Rússia na formação de um governo, isto é, a interferência de Moscou nos assuntos internos do nosso país.”. 

Pajtic disse que a Voz da América e os seus interlocutores estavam preocupados que a Sérvia estava “de certo modo”, mudando o seu curso. 

Ele afirma que há desconforto, especialmente entre os americanos com quem fala, devido ao fato de que o PM designado da Sérvia foi para o Kremlin “uma semana após a eleição”, enquanto “o anúncio do Kremlin é de que espera que os representantes desses partidos e indivíduos apoiem boas relações com a Rússia e que estejam no governo, o que é considerado inadequado e uma interferência nos assuntos internos da Sérvia.”.

União Europeia adianta 1.415 milhões de euros para refugiados após críticas de Erdogan




DN, 29 de julho de 2016. 




O atraso da contribuição financeira por parte da União Europeia motivou duras críticas por parte do presidente turco Erdogan

A Comissão Europeia aprovou esta quinta-feira uma nova parcela de 1.415 milhões de euros para os refugiados sírios na Turquia, após as acusações do Presidente turco a Bruxelas sobre o incumprimento dos compromissos de financiamento.

Esta medida especial, esclareceu Bruxelas, eleva para 2.155 milhões de euros o total de fundos europeus já concedidos à Turquia para apoiar os refugiados e as comunidades de acolhimento na Turquia, no âmbito do polémico acordo União Europeia (UE) -Turquia de 18 de março e que entrou em vigor dois dias depois.

28 de jul de 2016

A china diz que está se preparando para realizar exercícios militares com a Rússia no Mar do Sul da China

navios de guerra chineses e russos participam dum exercício conjunto sobre o mar 2014 fora de Xangai no Mar da China Orienta.




Reuters, 28 de julho de 2016. 




China e Rússia vão realizar exercícios navais “de rotina” no Mar do Sul da China, em setembro, o Ministério da Defesa da China disse nessa quarta-feira, acrescentando que os exercícios foram destinados a reforçar a sua cooperação e não foram destinadas a qualquer outro país. 

Os exercícios militares vêm em um momento de grande tensão nas águas contestadas depois que um tribunal de arbitragem em Haia decidiu este mês que a China não tem direitos históricos ao Mar do Sul da China e criticou sua destruição ambiental por lá. 

A China rejeitou a decisão e se recusou a participar do caso. 

Quanto da nossa Cultura Estamos Cedendo ao Islã?

Gatestone, 28 de julho de 2016






  • O mesmo ódio dos nazistas vem dos islamistas e de seus aliados politicamente corretos. Sequer temos uma vaga ideia de quanto da cultura ocidental nós cedemos ao Islã.
  • As democracias são, ou pelo menos deveriam ser, custodiantes de um tesouro perecível: liberdade de expressão. Esta é a maior diferença entre Paris e Havana, Londres e Riad, Berlim e Teerã, Roma e Beirute. Liberdade de expressão é o que temos de melhor da cultura ocidental.
  • É autodestrutivo polemizar sobre a beleza de charges, poemas ou pinturas. No Ocidente, pagamos um preço muito alto pela liberdade para podermos usufruir dela. Devemos todos, portanto, protestar quando um juiz alemão proíbe versos "ofensivos" de um poema, quando uma editora francesa despede um editor "islamofóbico" ou quando um festival de música bane uma banda politicamente incorreta.

Tudo isso aconteceu na mesma semana. Um juiz alemão proibiu o comediante Jan Böhmermann de repetir versos "obscenos" de seu famoso poema sobre o presidente turco Recep Tayyip Erdogan. Um teatro dinamarquês aparentemente cancelou a apresentação dos "Versos Satânicos" da sua temporada por medo de "represálias". Dois festivais de música franceses não apresentarão o Eagles of Death Metal -- a banda americana que tocava no Bataclan, uma sala de espetáculos em Paris, quando ela foi alvo do ataque dos terroristas do ISIS (89 pessoas foram assassinadas), -- por conta de comentários "islamofóbicos" de Jesse Hughes, vocalista do grupo. Hughes sugeriu que os muçulmanos passem por uma revista mais minuciosa , ressaltando que "está certo ser mais exigente quando se tratar de muçulmanos a esta altura", acrescentando:

Suécia paga para jovens socializarem com os requerentes de asilo [refugiados]






Speisa, 28 de julho de 2016.




Autoridades suecas estão tão desesperadas para mostrar que a integração de milhares de requerentes de asilo é um grande sucesso que estão pagando jovens suecos para serem amigos dos requerentes de asilo. 

Em Svenljunga, jovens suecos étnicos estão sendo pagos com SEK 50 por hora para socializar com os requerentes de asilo, relata a SVT

50 jovens com idades entre 14-15 anos, estão na folha de pagamento do município. Aos requerentes de asilo a quem não tinha sido dado asilo, não foram pagos, porque eles não têm autorização de trabalho, mas eles recebem viagens gratuitas ao parque de diversões de Liseberg. 

Os escoteiros emprestam uma casa e suas canoas para brincar, escreve SVT.

O projeto já se arrasta por três semanas e os jovens aprenderam sobre a democracia bem-estar e igualdade. [Idiotas]. 

De acordo com a SVT, o projeto tem sido bem sucedido. Obviamente, estas pessoas tão jovens estão sendo pagas para isso.  



Fonte:http://speisa.com/modules/articles/index.php/item.3005/magdalena-gets-50-per-hour-to-play-with-asylum-seekers.html

Turquia - PM reúne conselho militar supremo em tempo de purga






Euronews, 28 de julhod e 2016. 




A convulsão na Turquia prossegue com a demissão de dois generais de quatro estrelas no dia em que o primeiro-ministro Binali Yildirim preside ao Conselho Militar Supremo. Esta instância reúne-se uma vez por ano mas esta é uma ocasião particular porque decorre uma purga nas Forças Armadas na sequência do golpe de Estado falhado.


O cientista político Ahmet Kasim Han explica que a assembleia tem por costume moldar a estrutura das Forças Armadas para os anos seguintes e que as nomeações que saírem do Conselho vão dar pistas fortes para o futuro.

De referir que desde a intentona do dia 15 de julho já foram afastados 149 oficiais-generais.

O governo de Ancara acusa o clérigo Fethullah Gulen de orquestrar o putsch militar e reclama a sua extradição dos Estados Unidos. Agora afirma deter informações de que Gulen estará a preparar a fuga para um país sem acordo de extradição com a Turquia.



Merkel defende política de refugiados face ao terrorismo - matando o próprio povo




Euronews, 28 de julho de 2016. 



Por João Paseiro Monteiro.



A chanceler alemã defendeu com firmeza a política de acolhimento dos refugiados. Angela Merkel antecipou a tradicional conferência de imprensa da rentrée devido aos ataques das últimas semanas. A chefe do governo não se arrependeu de ter aberto as portas aos refugiados, uma vez que se trata de uma questão de consciência lavrada na constituição alemã e nas convenções de Genebra:

“Vamos conseguir gerir a situação e já fizemos muito nos últimos 11 meses. Por conseguinte, vamos também vencer os novos desafios que nos são colocados pelo terrorismo islâmico, vamos adotar as medidas necessárias e tornar claro que queremos proteger os nossos cidadãos e gerir com sucesso a tarefa da integração.”
Nota: Eu já posso ver as mortes

27 de jul de 2016

Dinamarca - Centro de asilo dinamarquês visitado por alegado recrutador do Estado Islâmico

Porto Rønne. Uma série de novos centros de asilo foram estabelecidas na ilha de Bornholm nos últimos anos



The Local dk, 26 de julho de 2016. 



Um centro de asilo dinamarquês na ilha de Bornholm foi visitado por um homem que se apresentou aos moradores como um representante do Estado Islâmico, de acordo com o relatório do incidente da Cruz Vermelha obtido pela emissora dinamarquesa DR. 

A Cruz Vermelha Dinamarquesa relatou o incidente ao Serviço de Imigração dinamarquês após um requerente de asilo que vive no centro dizer a equipe que o homem tinha tentado “radicalizar” os moradores. 

O incidente supostamente ocorreu em abril deste ano. 

O governo turco detém o ex-governador de Istambul e acadêmicos após a tentativa fracassada de golpe

Ex-governador Hüseyin Avni Mutlu




Hurriyet, 26 de julho de 2016. 




A Turquia deteve dezenas de “suspeitos”, incluindo um ex-governador de Istambul, e uma jornalista bem conhecida, assim como altos funcionários militares, conforme prossegue a repressão do governo contra a denominada organização terrorista Fetuallista (Feto), que é acusada de orquestrar a fracassada tentativa de golpe em 15 de julho. 

O ex-governador de Istambul Huseyin Avni Mutlu foi detido em Istambul em 26 julho por supostas ligações com o movimento Gulenista. 

Mutlu foi governador de Istambul durante os protestos que ocorreram em todo o país e em Gezi Park em 2013. Ele foi uma das 246 autoridades locais que foram suspensas das suas funções pelo Ministério do Interior, no rescaldo da tentativa de golpe. 

O ministério suspendeu um total de 8.777 funcionários em serviço desde a falha tentativa de golpe. 

A jornalista e ex-parlamentar Nazli Ilicak, que estava entre as 42 pessoas que receberam mandado de detenção como parte das operações de repressão do pós-golpe, também foi detida em 26 de julho na turística cidade de Bodrum na província de Mugla Egeu. 

Ela foi encontrada em um veículo no cruzamento da Bodrum-Torba, então foi levada para a delegacia central de Bodrum, antes de ser enviada para Istambul, para outros procedimentos legais. 

Outros cinco jornalistas – Yakup Sagrlam, Ibrahim Balta, Seyit Kilic, Bayram Kaya e Cihan Acar – também foram detidos nas operações.

Ilicak estava entre 42 jornalistas que estavam sendo procuradas como parte das investigações em curso contra supostos membros do Feto (Fethullah Gulen). Os mandados de prisão foram emitidos pelo procurador-geral do Escritório de ‘Combate’ ao Terrorismo e o Crime Organizado. 

Enquanto isso, operações simultâneas foram organizadas nas universidades em oito províncias turcas, com a polícia detendo um total de 188 pessoas e outras 54 sendo suspensas de suas funções. 

Cerca de 19 acadêmicos foram detidos em uma operação na Universidade de Cukurova no sul da província de Adana, incluindo o reitor da Universidade de Kanuni, o Professor Osman Serindag. 

Onze acadêmicos foram suspensos de seus serviços na Universidade de Agri Ibrahim Çeçen, enquanto isso uma investigação foi lançada sobre nove acadêmicos e três funcionários administrativos em uma universidade local em Balikesir, pelo suposto envolvimento no golpe [ênfase minha]. 

Cerca de 44 acadêmicos foram detidos na Universidade Dicle, na província sudeste de Diyarbakir, enquanto outros 12 estão sendo procurados com mandados de prisão. 

Cerca de 59 funcionários da universidade, incluindo 43 acadêmicos, foram suspensos do serviço em Duzce, enquanto 30 funcionários, incluindo 22 acadêmicos foram suspensos na Universidade de Ataturk em Erzurum. 

O ex-reitor da Universidade de Manisa Celal Bayar, o Professor Mehmet Pakdemirli, também foi detido, além de 19 outros acadêmicos da universidade. 

E finalmente, 46 acadêmicos foram detidos na Universidade Namik Kemal em Tekirdag. 

Enquanto isso, dois soldados turcos de alta patente em serviço no Afeganistão foram detidos no Aeroporto de Dubai em 26 de julho. 

O Major comandante da Força Tarefa, Chait Bakir e o seu companheiro da Assessoria e treinamento em Kabul, o comandante brigadeiro-general Sener Topuç foram detidos em Dubai como resultado da decisão do Ministério das Relações Exteriores turcas em cooperação com a Agência Nacional de Inteligência (MIT) e funcionários – assim como autoridades dos Emirados. 

Bakir e Topçu foram trazidos para a Turquia em 26 de julho por conta de outros processos legais [sei!]. 


Kiev - A Rússia está criando três novas divisões para serem implantadas na fronteira da Ucrânia

Soldados ucranianos na linha de frente




UT, 26 de julho de 2016. 




O Kremlin supostamente está planejando implementar mais três brigadas perto da fronteira com a Ucrânia. 

A federação Russa está reagrupando ativamente os seus dois exércitos, perto da fronteira com a Ucrânia e novas divisões estão sendo formadas, de acordo com a agência de inteligência militar da Ucrânia

“O primeiro tanque do exército, que está estacionado na região de Moscou, está sendo construído, assim como a 20º divisão do Exército, com sede em Voronezh.. E três novas divisões estão sendo criadas. Os planos do governo russo estão mudando”, disse o representante da Direção principal de Inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia, Vadym Skibitskiy

“Alguns anos atrás, eles disseram que, perto da fronteira com a Ucrânia, foram implementadas três novas brigadas. Agora, estas brigadas transformaram-se em três divisões,” disse Skibitskiy

De acordo com o oficial de inteligência da Ucrânia, a Rússia pretende implantar as tropas destas três divisões nas fronteiras ucranianas, até o final do ano. 



Erdogan diz que UE falhou acordo sobre refugiados - mais dinheiro para o regime

O presidente Recep Tayyip Erdogan



DN, 27 de julho de 2016.



Por Abel Coelho de Morais



Governante afirma que verbas prometidas por entidades europeias não estão a ser entregues. Bruxelas desmente essas afirmações.

O presidente Recep Tayyip Erdogan acusou, em entrevista à cadeia de televisão alemã ARD, a União Europeia [(UE) de "não ter cumprido as promessas feitas" no quadro do acordo assinado em março, estabelecendo que o governo de Ancara aceitaria em solo turco refugiados sírios em troca de ajuda financeira.

Para o dirigente turco, os Estados europeus "não têm sido honestos". Segundo Erdogan, "três milhões de sírios ou de pessoas vindas do Iraque vivem neste momento na Turquia. E a UE não cumpriu quase nada em matéria financeira, só tendo entregado "um a dois milhões de euros", disse o presidente, quando estavam acordados "três mil milhões de euros". Por outro lado, acentuou Erdogan, o seu país já gastou mais de 11 mil milhões de euros.

26 de jul de 2016

Suécia – Galopante Crescimento de Ataques Sexuais Continua a Todo Vapor

Gatestone, 26 de julho de 2016. 



Um Mês de Islã e Multiculturalismo na Suécia: Maio de 2016





  • A polícia divulgou um relatório ressaltando que a Suécia está no topo das estatísticas da UE no que diz respeito à violência física e sexual contra mulheres, assédio sexual e perseguições. O relatório afirma, inequivocamente, que são "meninos candidatos a asilo" e "homens estrangeiros" que cometem a vasta maioria dos crimes registrados.
  • No que diz respeito à disseminação dos ataques sexuais em piscinas públicas, a polícia afirma que de cada cinco casos, quatro perpetradores eram "refugiados menores de idade desacompanhados".
  • Um levantamento realizado pelo Conselho Nacional de Saúde e Bem-Estar (Socialstyrelsen) indicou que pode chegar a 38.000 o número de mulheres que foram submetidas a mutilação genital feminina (MGF) na Suécia. Contudo os serviços assistenciais raramente ajudam as mulheres que sofrem em consequência das complicações associadas à MGF.
  • Um pai sueco foi informado que ele e seus dois filhos serão despejados da sua casa alugada da municipalidade -- para abrir espaço para uma família de imigrantes.

4 de maio: O suposto terrorista que acabou se revelando não ser terrorista, mas que foi perseguido pela polícia por toda a Suécia em novembro de 2015, Mutar Muthanna Majid, exigiu 1 milhão de coroas suecas (cerca de US$110.000) de indenização do governo sueco. No entanto, o Chanceler da Justiça decidiu que o valor padrão pago aos injustamente encarcerados já constituía o suficiente de indenização. Majid ficou preso por quatro dias, o que significa que ele deve receber 12.000 coroas (US$1.300).

A União Europeia não pode nos ameaçar: o aviso da Turquia à Juncker após ameaçar Ancara caso restabeleça a pena de morte

Prólogo

Cá estamos nós de novo, numa situação que aparentemente vai fazer com que as coisas fiquem de cabeça para baixo. Por um lado, a União Europeia, que quer garantir o seu projeto suicida de imigração, mas não pode fazer isso se os portões estiverem escancarados. Então é aí que entra o ditador turco, Recepp Tayyip Erdogan e o negócio dos refugiados. Após o golpe que mais parecia uma encenação, Erdogan começou o seu programa de “limpeza”, para consolidar o seu poder. Erdogan alega que cada uma de suas medidas são necessárias, e que correspondem a atitude dum chefe de estado. No entanto, o seu histórico diz outra coisa: ele diz que, desde que chegou ao poder, o ditador tem tentado tomar de assalto os outros poderes. Sendo assim, há um bom motivo [mesmo que seja tão ruim quanto ele] para que a União Europeia desconfie de suas medidas, que de modo aparente já se provam controversas. 

Identificado um dos envolvidos em ataque que matou padre em França





Mundo ao Minuto, 26 de julho de 2016. 




Por Pedro Filipe Pina



França voltou hoje ao radar do terrorismo islâmico. O Estado Islâmico reivindicou o ataque desta terça-feira numa igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, próximo de Rouen, na Normandia, que terminou com um padre degolado.

Os sequestradores foram abatidos por uma unidade de intervenção da polícia. Agora, a Sky News revela que já foi identificado um dos dois atacantes: o nome dele é Adel Kermich.

Uma freira identificada como Danielle contou a um canal de televisão local que os atacantes se filmaram e que forçaram o padre a ajoelhar-se. O padre, Hamel, um octogenário, terá tentado resistir.

Esta terça-feira à noite, o procurador-geral, François Molins, dará uma conferência de imprensa. Espera-se que mais informações sobre o ataque de hoje sejam divulgadas.



Putin e Erdogan encontram-se a 09 de Agosto - o fim do teatro entre os ditadores

Prólogo. 


Eu volto a perguntar: vocês acreditaram mesmo no antagonismo Moscou-Ancara por conta daquele caça abatido? Eu vou reiterar aqui o que é um fato! A Turquia nunca foi antagonista da Rússia, pois sempre foi sua parceira. A Turquia, mesmo após o abate do caça e as acusações de Moscou de que comprava petróleo do Estado Islâmico, manteve-se fiel a uma aliança que é fundamental e que funciona como um elo, entre ela e Moscou – a aliança com Teerã. Sim, a Turquia tem uma aliança firme com Teerã. A Turquia como membro da OTAN se comprometeu a ajudar Teerã a enriquecer o seu urânio em 2010. O acordo não deu certo, porque a comunidade internacional contestou, mas ainda assim a prontidão de Ancara em querer ajudar – comprometendo até o seu papel como Estado-Membro da OTAN – é algo que merece ser levado em consideração. O programa nuclear do Irã com toda certeza não é direcionado para fins pacíficos, e isso já está mais do que provado. No entanto, Erdogan comprometeu seu papel como chefe de estado e de um país membro da OTAN, para ajudar Teerã no seu ambicioso programa. Ancara sabe que Teerã não vai usar esse urânio para melhorar a vida dos habitantes do Irã, mas para ceifar as [vidas] dos seus inimigos na construção de mísseis que serão usados contra eles. Em especial Israel.  

A Turquia acusa a Ucrânia de participação no golpe militar





UT, 26 de julho de 2016. 




"As ideias defendidas pelo líder da oposição Fethullah Gulen são amplamente apoiadas por Kiev e Odessa – a Ucrânia ajudou ativamente na preparação do golpe militar na Turquia.". 

Isso de acordo com os recentes relatos da mídia turca. 

Numerosas edições afirmam que a Ucrânia apoiou fortemente o movimento de oposição de Fethullah Gulen que dito como estando por trás do motim. 



Em particular, as cidades de Kiev e Odessa são ditas como tendo defendido e popularizado as ideias de Gulen nas escolas secundárias. 

Os membros da organização não governamental Anistia Internacional, por sua vez, acusam a Turquia de grave violação dos direitos humanos insistindo que os suspeitos em participar do golpe estão sendo cruelmente torturados e até mesmo estuprados. 

Após o golpe falho, 13.000 pessoas foram detidas até agora. 62 deles não têm idade superior aos 17 anos e não estão sendo autorizados a falar com os seus pais. 

Ontem o procurador de Istambul assinou uma nova ordem para prender 42 jornalistas, entre eles os que cobriram e revelaram esquemas de corrupção daqueles no alto escalão do poder. Os promotores insistem deter os profissionais da mídia é crucial para investigar o golpe. Além disso, daqui alguns dias a Turquia está prestes a providenciar uma limpeza total dos funcionários remanescentes que trabalham nas embaixadas turcas no exterior. 

50.000 soldados, policiais, juízes, funcionários e até professores universitários e professores foram demitidos de seus locais de trabalho durante os últimos sete dias. 



Suécia – homem ferido em tiroteio em um shopping de Malmo






The Local Suécia, 26 de julho de 2016. 




A polícia isolou uma área em torno de um centro comercial na área de Rosengard em Malmo depois que um homem foi baleado nesta terça-feira à tarde. 

O jornal regional Sydsvenskan relata que um homem foi levado ao hospital de ambulância após ter sido baleado no interior do centro comercial logo após as 16:00. A extensão de seus ferimentos ainda não é conhecida. 

“Está muito confuso lá, mas um homem foi baleado – provavelmente na pena. Ele foi levado ao hospital”, disse ao jornal Lotta Svensson, um policial na cena do crime. 

Ninguém está autorizado a sair do centro comercial, de acordo com o jornal. 

Ainda não se sabe sobre todos os detalhes das detenções que foram feitas. 

Malmo, incluindo seu distrito Rosengard, tem sido atingido regularmente por manchetes sobre crimes com armas de fogo, o que acredita-se estar relacionado a gangues. No verão passado a polícia intensificou sua presença na área após uma série de ataques com granadas



França – muçulmanos que invadiram a igreja e decapitaram padre gritavam “Alá akbar”

“Alá akbar” é uma constante nos ataques Jihad e em cada um deles é gritado, isto testemunha apenas o fato de que o assassinato está sendo cometido em nome do Islã e de acordo com os seus ensinamentos, mas também um fato de que as autoridades ocidentais estão resolutas na sua recusa em reconhecer a ideologia motivadora do inimigo, e, portanto, são abjetamente mal equipados para lidar com ele adequadamente.

E, como Hollande disse a França está em guerra com o Estado Islâmico, e já ouvimos outros funcionários franceses e ocidentais dizerem isso antes. Mas eles não agem como se realmente significasse isso. 









Holande diz que a França está em guerra com o Estado Islâmico: muçulmanos com facas e cânticos “Alá akbar” decapitam padre francês de 86 anos, e deixam freira lutando por sua vida depois de invadir a missa – antes da polícia mata-los  a tiros em Normandia. 



MailOnline, 26 de julho de 2016. 






Um dos homens que invadiram a igreja em Saint-Etienne-DuRouvray, Perto de Rouen durante a missa era um jovem de 19 anos que estava sendo monitorado por uma coleira eletrônica depois de ser preso por tentar aderir aos fanáticos na Síria [muçulmanos]. 

O padre de 86 anos de idade, conhecido com Jhacques Hamel, teve sua garganta cortada enquanto uma freira foi gravemente ferida e está no hospital após o ataque que teve cinco pessoas mantidas como reféns por atacantes do Estado Islâmico que gritavam “Alá Akbar”. 

Esta tarde, verificou-se que o clérigo assassinado foi suplente enquanto o pároco estava de férias. As autoridades francesas dizem ter detido um terceiro homem em conexão com o ataque. 

Os dois assassinos foram “neutralizados” por atiradores conforme saiam do edifício, onde agora estão sendo procurados explosivos. O presidente francês Hollande disse que a França está “em guerra” com o Estado Islâmico enquanto o grupo terrorista assumia a responsabilidade pela morte. 





Sequestro numa igreja em França termina com morte do padre e dos dois atacantes




TSF, 26 de julho de 2016. 



Dois homens armados com facas entraram numa igreja perto da cidade Rouen e fizeram cinco reféns. A polícia acabou por entrar e abateu os sequestradores. O padre da igreja foi morto pelos atacantes.

Pelo menos um padre, que estava entre os reféns, e os dois sequestradores morreram na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, próximo de Rouen, na Normandia. Os dois sequestradores foram abatidos por uma unidade de intervenção da polícia.

Um dos reféns do sequestro numa igreja no norte de França encontra-se em estado grave, disse hoje o ministério do Interior francês.

Um porta-voz do ministério do Interior disse ao canal BFM TV que uma pessoa ferida no sequestro, que começou perto das 09:45 (08:45 em Lisboa), se encontra "entre a vida e a morte".

25 de jul de 2016

Liberação de condenados terroristas coloca a Suíça em um dilema - o humanitarismo politicamente correto da Suíça




SWI, 25 de julho de 2016. 




Por Veronica DeVore



O primeiro dos três homens condenados este ano por planejar um ataque terrorista na Suíça acaba de ser libertado da prisão. O que acontece depois é uma questão de intenso debate no seio da inteligência e nos círculos políticos, sem soluções claras e visíveis. 

Michael Lauber, o procurador federal no caso, reconheceu que as autoridades enfrentam um dilema sobre o que fazer com os três homens logo após os vereditos que foram entregues em março

“Por um lado, terroristas condenados não podem ser autorizados a permanecer na Suíça. Por outro lado, não podemos colocar a tradição humanitária [que nobre!] da Suíça em risco. Agora temos que pensar sobre essas questões e devemos ter respostas, logo que estes indivíduos forem libertados da prisão”, disse ele à rádio pública suíça, SRF, no início deste ano.